Após vencer maior campeonato de futebol americano, treinador deixa carreira para ser pastor

Como treinador, Rocky Seto venceu o Super Bowl, considerado o mais importante campeonato de futebol americano.

fonte: Guiame, com informações da CBN News

Atualizado: Sexta-feira, 13 Julho de 2018 as 10:41

Rocky Seto não pensou duas vezes em abrir mão de todo o sucesso nos EUA. (Fotos: Reprodução).
Rocky Seto não pensou duas vezes em abrir mão de todo o sucesso nos EUA. (Fotos: Reprodução).

O Super Bowl é o maior campeonato de futebol americano que existe. Para os fãs do esporte, é um período do ano muito aguardado. Rocky Seto foi treinador de um dos times vencedores e ficou reconhecido por sua garra e força. Mas, ao receber uma ordem de Deus, ele largou tudo para servir como pastor em tempo integral.

Em uma entrevista para a CBN News, ele declarou que Jesus sempre foi sua prioridade. “O que mais vai importar no final? Os Super Bowls não vão importar! Campeonatos não vão importar! No final, onde a gente classifica Deus? Devemos simplesmente colocar Jesus como nossa prioridade, pois Ele é o maior tesouro”, disse Rocky.

O ex-treinador deixou uma carreira memorável para dedicar seu tempo e energia em pastorear a igreja que ele frequentava no sul da Califórnia. A decisão foi anunciada em janeiro de 2017. “O treinador Carroll fez um anúncio para a equipe de que eu deixaria os Seahawks para entrar no ministério em tempo integral”, explicou.

“O treinador me convidou para conversar com a equipe. E tenho que falar sobre Jesus e sobre o Evangelho, a bondade de Deus. Então eu falei sobre isso com a equipe. Foi incrível! Eu senti que o Senhor me preparou para esse momento”, colocou.

Rocky Seto ainda disse que o time o aplaudiu de pé e que recebeu um monte de abraços. “Foi encorajador. O Senhor é bom. Depois disso, fiquei lá por mais alguns dias, limpei meu escritório e fui embora”.

Paralelos

Rocky também explicou como ser treinador o ajudou a desempenhar um bom papel de pastor. “Ser treinador e pastor tem paralelos incríveis. Deus me fez ser treinador pelos durante os últimos 20 anos. Deus me criou para liderar e desenvolver líderes. Esse é o meu chamado, desenvolver líderes para amar Jesus. Cristo define a liderança como não ser servido, mas como servir”, pontuou.

Rocky disse: Deus abençoou e abriu as portas para que eu fosse treinador. Nosso erro pode estar em achar que podemos fazer essas coisas sem Deus, mas é ele que faz tudo. Então, é sempre melhor estar sob a vontade de Deus”, ressaltou o pastor.

Ele conta que há sete anos vem pensando em ficar apenas no ministério. “Eu não sabia quando e onde. Então o pastor Cory Ishida me chamou e disse: "Acho que você vai ser meu próximo pastor sênior".

“Se Deus te chamou para ser um advogado, um jardineiro, uma dona de casa criando seus filhos, esse é o chamado final. Se você valoriza Jesus acima de todas as coisas em sua vida, então Ele domina sua vida. Se Jesus está constantemente em seus pensamentos, Ele de fato impactará seus desejos”, salientou.

Confira a reportagem da CBN News (em inglês):

veja também