Apóstolo afirma que a unidade da igreja no Brasil é uma realidade

Apóstolo afirma que a unidade da igreja no Brasil é uma realidade

Atualizado: Quinta-feira, 3 Junho de 2010 as 5:40

Por volta das 14 horas desta quinta-feira, dia 03, na concentração da Marcha para Jesus 2010, o Apóstolo Estevam Hernandes concedeu entrevista coletiva à imprensa para cerca de 50 jornalistas, quando fez um balanço preliminar do evento. De acordo com o apóstolo, mais uma vez, o povo evangélico mostrou sua força, sua alegria ao marchar para glorificar o nome de Jesus. "Um dos objetivos da Marcha é a unidade da igreja de Cristo e este objetivo está sendo alcançado. Estimamos um público de 5 milhões e a presença de centenas de denominações e religiões. Estão aqui na Marcha as igrejas históricas, as pentecostais, as neopentecostais, as comunidades, entre outras", comentou.

Para o apóstolo esta edição da Marcha mostrou que se trata de um evento consolidado. "Depois de uma caminhada de 18 anos, atingimos a maioridade e uma maturidade como evento. A marcha é um fato e é irrefutável o que ela significa para o Corpo de Cristo para e para a Igreja como um todo no país. São milhares de famílias presentes e não dá para ignorar sua representatividade", refletiu.

Para ele, mais que um evento humano, trata-se de uma experiência especial com Deus. "Estamos vivendo um momento poderoso e com muita liberdade. Está extremamente bem organizada. Há um mover de Deus, uma coisa muito especial do derramar do Espírito Santo. Todas as pressões já caíram por terra", disse.

Perguntado sobre o nível de discriminação que o povo evangélico ainda sofre, respondeu que, em certo nível existe resistência de alguns setores e, infelizmente, até descriminação. "Todo ano, para realizar a marcha, enfrentamos uma verdadeira guerra, mas hoje estamos amparados por uma lei federal", concluiu.

Pra Mônica Vendrame e Pr Klinger

veja também