Apóstolo Estevam Hernandes ministra para as mulheres durante evento

Apóstolo Estevam Hernandes ministra para as mulheres durante evento

Atualizado: Quinta-feira, 1 Outubro de 2009 as 12

Foi uma surpresa para todas que participaram do Chá de Mulheres deste mês de setembro a presença do "paizão", como é chamado carinhosamente o Apóstolo Estevam Hernandes. Foi uma tarde muito especial marcada pela cura e libertação de centenas de mulheres, muitas que estiveram pela primeira vez no Espaço Renascer e nas regionais da Igreja Apostólica Renascer Em Cristo.

O evento teve início com um louvor do grupo Renascer Praise, acompanhado por uma apresentação de aproximadamente 20 bailarinos da Cia Tribo de Dança, que tem realizado muitos eventos fora da igreja para ganhar vidas para Jesus. A novidade deste chá foi um desfile de moda praia da Rosa Chá, grife brasileira reconhecida internacionalmente, apresentado com modelos profissionais, mas também com servas de Deus de diferentes faixas etárias, mostrando que é possível ficar bonita e chique em todos os momentos. Roberta Rueda, proprietária da loja da marca no Shopping Morumbi, explica que o convite surgiu da Pastora Edilene Gimenez, líder do Ministério de Mulheres e uma das organizadoras do Chá de Mulheres. "O objetivo foi convidar só servas de Deus para desfilarem, mulheres normais, independente da idade. É importante para a auto-estima delas", diz. Ela avisa que quem for à loja e se identificar como sendo do Espaço Renascer ganhará desconto de 10% nas compras.

Foi então que a Bispa Sonia Hernandes chegou e ministrou uma palavra de I Samuel: 1, que fala sobre Ana, uma das esposas de Elcana, que não podia ter filhos, enquanto Penina, a outra mulher, era fértil e já tinha concebido. Ana sofria com as provocações de Penina, mas como era uma serva de Deus fiel, foi agraciada e deu a luz a Samuel - um líder importante na história de Israel. "Ana precisou vencer muitos problemas e o que precisamos é da misericórdia de Deus, pois só Ele pode mudar a nossa sorte", declarou a Bispa.

O Apóstolo explicou que Deus deu às mulheres uma dádiva, que é gerar filhos. E explicou que aquele não era só um chá, mas a palavra de Deus nos corações de cada uma das mulheres presentes. "A mulher sábia edifica a sua casa. Muitas passam por lutas, que vai durar por um período, mas quando há a benção de Deus sempre há bom futuro", ensinou. Ele falou ainda sobre Neemias, que reconstruiu para o Senhor, mostrando que aquelas mulheres também precisam ter essa atitude de fé para reconstrução da sede.

Para o Ministério de Libras o evento foi ainda mais especial, já que em 26 de setembro é comemorado o dia nacional dos surdos. Para a pastora Vera Lucia Malatesta, líder do Ministério Deaf, aprender a se comunicar nessa língua é uma questão de cidadania. "Estamos muito felizes em estarmos aqui com as pessoas que fazem parte Ministério, mas também com uma querida que tem a chance de aprender a palavra".

No final do evento conseguimos uma palavra do Apóstolo Estevam, que disse estar impactado por tudo que viveu naquela tarde, quando muitas mulheres e crianças foram curadas e libertas de demônios que as oprimiam há anos. "É muito especial ministrar para essas mulheres. Foi uma grande benção", resumiu com um sorriso no rosto.

Testemunhos

Foram muitos os testemunhos do Chá de Mulheres. Confira alguns deles:

Elaine Cristina Lima, de 30 anos, enfermeira, e que freqüenta a igreja Vida Nova. Ela estava pela primeira vez no evento, foi à frente no momento do chamamento e aguarda o milagre chegar o mais rápido possível. "Já estou me sentindo muito melhor e certa de que viverei restauração", disse. Já Caroline Requena, 31 anos, da regional Santo André, foi curada de uma doença degenerativa da córnea, chamada ceratocone, e de uma alergia em seu corpo. "É inexplicável tudo que passei aqui hoje", contou emocionada.

A serva de Deus Rosangela Martins de Oliveira, de 34 anos, chegou à igreja com fortes dores, fruto de uma tendinite, e também foi curada. "Temos de nos posicionar diante de Deus para vivermos o milagre". E um testemunho muito especial foi da pequena Fernanda Beatriz Cardoso dos Santos, de 5 anos, que estava passando mal, vomitando, e saiu do Espaço Renascer sem nenhum sintoma.

E para finalizar, Camila Bittencourt, de 30 anos, mãe de gêmeas, foi ao Chá pela primeira vez e ficou impactada com a palavra direcionada às mulheres e à família. "Aprendi a ser uma mulher sábia, a me posicionar. Com certeza inicio uma nova etapa na minha vida", resumiu.

veja também