“Aprendi a confiar em Jesus”, diz Magic Johnson sobre viver com HIV há 30 anos

O cristão e ex-jogador da NBA foi diagnosticado com o vírus HIV em 1991.

Fonte: Guiame, com informações do The Christian Post Atualizado: segunda-feira, 22 de novembro de 2021 15:07
O cristão e ex-jogador da NBA foi diagnosticado com o vírus HIV em 1991. (Foto: Reprodução/CBS).
O cristão e ex-jogador da NBA foi diagnosticado com o vírus HIV em 1991. (Foto: Reprodução/CBS).

No início deste mês, o cristão e ex-jogador da NBA Magic Johnson celebrou as bênçãos e a proteção de Deus durante os 30 anos com HIV

“Deus realmente me abençoou”, escreveu Johnson em sua conta no Twitter, em 7 de novembro. “Hoje marca 30 anos vivendo com HIV, então a mensagem ressoou em mim de uma forma tremenda. Agradeço ao Senhor por me guardar, me dar força e me guiar por 62 anos, mas principalmente nos últimos 30”.

“Com tudo isso eu aprendi a confiar em Jesus e aprendi a confiar em Deus!”, testemunhou Magic, de 62 anos.

O ex-jogador do Los Angeles Lakers foi diagnosticado com o vírus HIV em 1991. Na época, ele estava casado há 40 dias com sua esposa Cookie e o casal recém tinha descoberto que ela estava grávida. 

Em entrevista recente ao CBS Mornings, Johnson contou como foi receber o diagnóstico num tempo em que o HIV e a AIDS eram vistos como uma sentença de morte. “Você apenas pergunta: Eu vou morrer? Tive de aprender muito sobre a doença. Tive de me certificar de que tinha a mente aberta o suficiente para fazer muitas perguntas e obter muitas informações”, relatou o cristão.

Segundo Magic, sua maior preocupação era não transmitir o vírus para a esposa e o filho. "Foi difícil porque eu a amava muito e odiava machucá-la. Eu queria ter certeza de que ela ficaria bem, o bebê ficaria bem, e então eu poderia seguir em frente tentando ter certeza de que eu ficaria bem”, afirmou Johnson, acrescentando que quando os testes de HIV da esposa e do filho deram negativo, ele sentiu um imenso alívio.

Nos últimos 30 anos, após o diagnóstico, o ex-jogador recebeu um coquetel de medicamentos diariamente. O tratamento anti-retroviral reduziu a carga viral de HIV a um nível baixo e hoje o vírus é considerado indetectável em Johnson.

Pacientes com carga viral indetectável não têm probabilidade de transmitir a doença através de relações sexuais ou para uma criança durante a gravidez. Porém, segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, isso não significa que a pessoa está curada. 

Durante a entrevista ao CBS Mornings, Cookie disse que sua maior preocupação quando Johnson foi diagnosticado era que o marido sobrevivesse e ficasse bem. “Não era como ele conseguiu [o vírus] que era importante para mim. Foi que ele provavelmente morreria. E isso superou tudo”, declarou.

E revelou: "Naquela época, as pessoas não tinham conhecimento [sobre o HIV e a AIDS], então pensavam que não se podia tocar nas pessoas, não se podia abraçar as pessoas. E eu não queria que as pessoas nos tratassem como leprosos”.

Em 2019, Magic Johnson renunciou ao cargo de presidente de operações do Lakers, para que ele e a esposa pudessem dedicar mais tempo a Church of God in Christ, em Los Angeles, conforme o Christian Headlines.

Hoje, Johnson é avô, filantropo e CEO da Magic Johnson Enterprises. Durante sua carreira na NBA, o ex-atleta ganhou cinco títulos de campeonato, 11 declarações All-Star e três prêmios de MVP da liga.

 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições