'As crianças têm o direito de saber de Deus', diz CMI

'As crianças têm o direito de saber de Deus', diz CMI

Atualizado: Terça-feira, 27 Setembro de 2011 as 1:59

O programa da Formação Teológica Ecumênica do Conselho Mundial de Igrejas (CMI) está defendendo a valorização da Escola Dominical e da teologia infantil como elementos fundamentais para o crescimento espiritual de crianças.

O titular do programa, reverendo Dietrich Werner, espera que a prioridade de uma teologia infantil nas igrejas esteja na pauta da 10ª Assembleia Geral do CMI, agendada para 2013, em Busan, na Coréia do Sul.

"É oportuno fomentar o compromisso das igrejas com o ministério da infância e o movimento da Escola Dominical, que não pode ser dissociada da essência da Igreja como sinal do reino de Deus", disse.

Da população mundial, 2,2 bilhões de pessoas são crianças e, mesmo assim, igrejas com frequência ignoram o ministério infantil. Temas relacionados à infância, o lugar das crianças na Igreja e os direitos fundamentais das crianças precisam de uma voz forte e unida, defende o CMI.

Temas debatidos na conferência que o CMI realizou em parceria com ministérios cristãos do mundo sobre a teologia infantil, em março desta ano, em Nairobi, foram recolhidos em livro "Now&Next" (Agora e depois), que será lançado ainda este ano pela Compassion International.

A conferência reuniu representantes da Aliança Evangélica Mundial, do Movimento de Lausane, do Movimento Global Janela 4/14, do Movimento de Teologia Infantil, da Aliança Global para o Desenvolvimento Integral da Criança, e do Conselho Internacional Além-Mar.

"As crianças têm o direito de saber de Deus. Têm direito de conhecer a Cristo. Elas precisam de recursos, de símbolos e de narrações espirituais, que proporcionam um espaço interior para as expressões fundamentais da esperança, do amor e da confiança, algo crucial para o desenvolvimento delas", frisou Werner.

veja também