Assembleia de Deus promove culto de gratidão por entidade social

Assembleia de Deus promove culto de gratidão por entidade social

Atualizado: Segunda-feira, 13 Dezembro de 2010 as 8:45

Um culto em ação de graças marcou o aniversário de dez anos da Fundação Aio de Educação e Assistência Social (FAES). A entidade sem fins lucrativos ligada à Igreja Evangélica Assembleia de Deus atende anualmente quase 3 mil crianças e adolescentes através de oficinas e cursos gratuitos. A iniciativa já conta com oito sedes em Pernambuco, sendo sete no Recife e uma no Cabo de Santo Agostinho, onde as aulas são oferecidas.

Repleto de crianças, o culto realizado no templo central da Assembleia de Deus do Recife, no útlimo sábado, teve a presença de cerca de mil alunos. Num discurso de agradecimento, o pastor-presidente da Assembleia de Deus no estado, Ailton José Alves, lembrou do período em que a fundação ainda era um sonho compartilhado com a esposa Judite Alves. "Entendemos que este trabalho tem sido resultado do esforço coletivo. Minha esposa teve a ideia, mas em volta dela também está uma equipe de colaboradores que tem sido fundamental", disse.

A coordenadora de projetos da FAES, Eliene Silva, explicou quenão há distinção na escolha dos alunos beneficiados. "Não importa a raça, a origem social ou a religião. O que nos interessa é prepararmos essas crianças e adolescentes para a vida". Os alunos são divididos em dois grupos conforme a idade. Aqueles entre três e seis anos têm aulas de alfabetização, além de oficinas de inclusão digital, artes plásticas e música. Os alunos entre seis e dezoito anos contam com reforço escolar e com oficinas de capacitação. Os pais das crianças também contam com auxílio da fundação, seja com apoio espiritual ou através de cursos para inseri-los no mercado de trabalho.

Representante dos Diários Associados em Pernambuco, o assessor jurídico Dagmar Lucena ressaltou que o Diario de Pernambuco sempre foi parceiro da fundação, seja através de doações de cestas básicas ou apoiando a entidade na divulgação de projetos. "Abraçamos a causa da fundação pela seriedade do trabalho. É uma iniciativa que, entre outras coisas, já retirou meninos da rua", concluiu.

veja também