Assembleia de Deus quer inclusão do ensino da Bíblia na TV

Assembleia de Deus quer inclusão do ensino da Bíblia na TV

Atualizado: Terça-feira, 31 Agosto de 2010 as 12:52

Mais de mil e seiscentos crentes da Igreja Assembleia de Deus Pentecostal de Angola (ADPA), que participaram durante cinco dias num conselho de auscultação, solicitaram hoje, em Luanda, à inclusão de programas que incentivam o estudo da Bíblia na grelha da Televisão Pública de Angola (TPA).

  O pedido consta das conclusões finais e recomendações saídas do conselho de auscultação de ministros da respectiva Igreja, que terminou hoje Sábado, no município de Cacuaco, norte de Luanda, sob o lema “ O líder do século XXI”.

  O comunicado final refere ser importante que as cadeias de televisão, pública e privada, diminuam a excessiva carga de filmes, novelas e danças, com conteúdo pornográfico e erótico que provocam o incentivo a masturbação, prostituição, fornicação e o adultério.  

A inclusão na estrutura orgânica da ADPA dos gabinetes de comunicação e imagem e acessória jurídica, com finalidade de denunciar e responsabilizar os traficantes da imagem e do bom nome da instituição religiosa, também consta do plano de recomendações finais.

  A negação ao aborto, proibição de venda de bebidas alcoólicas nos estabelecimentosescolares e recintos de concentração juvenil, a promoção e inserção social dos jovens no mercado de trabalho e da formação profissional, bem como a necessidade da promoção de uma mentalidade dos cidadãos angolanos, através da divulgação e do ensino dos valores morais e cristãos são, entre outras, as recomendações saídas do evento.

  Os participantes abordaram temas sobre “o papel do líder cristão diante da violência doméstica e do elevado índice da criminalidade”, “a estratégia a usar para atingir a sociedade com o evangelho”, “ponto de vista da igreja com relação à corrupção”, “a posição da igreja em relação aos traficantes da imagem e do bom-nome da ADPA em nome dos necessitados, beneficiando outras pessoas” e “planeamento familiar e aborto.

  Durante o encerramento foram consagrados e reconduzidos os fiéis a categorias de evangelistas, diáconos, pastores e anciãos.

  De igual modo, fez-se o lançamento do Livro do Fundador da ADPA, em Angola, com o título “Angola Memórias de um Missionário”, de 1949 a 2002, do autor Joaquim António Cartaxo Martins.

  O livro foi apresentado pelo filho do autor, já falecido, David Martins e contou com a presença da viúva e filha.  

A igreja Assembleia de Deus Pentecostal de Angola (ADPA) existe em Angola desde 1949 e controla mais de dois milhões de fiéis nas dezoito províncias do país.

veja também