Até Quando?

Até Quando?

Atualizado: Terça-feira, 4 Maio de 2010 as 10:09

As palavras de Martin Luther King “Não à violência do coração, não à violência da palavra, não à violência do punho” são ainda bastante atuais. E a violência contra a mulher praticada por parceiro íntimo não poupa a igreja.

Até Quando? mostra a importância e o papel da comunidade de fé nessa questão, especialmente, nos momentos mais sombrios, quando a mulher sofre lesões físicas e feridas psicológicas nas mãos da pessoa que mais deveria amá-la e protegê-la. Também aponta caminhos para a capacitação das igrejas para acompanharem bíblica e pastoralmente pessoas que sofrem violência e pessoas que usam a violência.

"Coloco-me ao lado dos autores para lamentar a omissão das lideranças religiosas - inclusive de igrejas cristãs - sobre a violência contra a mulher. Todo cristão deve estar disposto a levar às últimas consequências a luta em defesa da mulher vítima de violência." Carlos Queiroz

veja também