Ateus pedem que campanha sobre valores não seja "contaminada" pela religião

Ateus pedem que campanha sobre valores não seja "contaminada" pela religião

Atualizado: Quarta-feira, 20 Outubro de 2010 as 5:16

Em carta enviada à primeira dama, Margarita Cedeño, o presidente da Associação de Ateus da República Dominicana (Ateodom), Qulvio Vázquez, pediu que a campanha nacional por uma sociedade de valores "não seja contaminada" pelas religiões, quando o ensino no país é laico. A campanha acaba de ser lançada pela primeira dama.

Vázquez admite que o sistema educacional no país deve ser revisada, relacionando educação com valores humanos. Ele lembrou que os ateus são "profundamente humanistas, e queremos separar esta campanha da influência religiosa, porque toda religião pretende ser um guia moral da sociedade, tratando de impor a moral divina acima da moral humana."

Para os ateus, o líder da Ateodom na carta, "valores humanos nada têm a ver com deuses e diabos". Ele frisou que os países onde a educação é laica os valores humanos aparecem em mais alta conta.

A carta qualifica as religiões como um "anti-valor" e assinala que têm origem mentirosa, incentivam a ignorância e preferem ameaças e atemorizar, porque não acreditam na bondade humana.

A campanha tem por título "Teus valores fazem um país melhor". Margarita Cedeño disse, no lançamento da campanha, que "os valores que caracterizam a República Dominicana estão sendo vencidos pela desordem, a violência, a impunidade, no afã desmedido de lucro, do crime organizado e de outras patologias sociais que encontram asilo na pobreza, na iniqüidade e, sobretudo, nos falsos modelos de sucesso".

veja também