Atrizes do filme baseado em livro de RR Soares falam sobre a produção

Atrizes do filme baseado em livro de RR Soares falam sobre a produção

Atualizado: Segunda-feira, 16 Maio de 2011 as 8:50

As gravações do filme Destiny road continuam agitando Wake Forest, na Carolina do Norte. A história, uma adaptação do livro Três histórias e um destino, do Missionário R. R. Soares, certamente vai impactar muitas vidas. Na quarta semana de produção, a película conta com vários nomes em seu elenco, dentre eles, o da cantora e compositora brasileira Lu Alone. Lu já fez vários trabalhos, como, por exemplo, cantar no coral infanto-juvenil do CD Crianças diante do trono. Para que você possa conhecer mais desse filme, que deve ser lançado ainda este ano no Brasil, Lu Alone e a conhecida atriz americana Zoe Myers falam um pouco sobre suas personagens.

LU ALONE

GF – O que achou de gravar um filme brasileiro nos Estados Unidos? Lu – Está sendo a realização de um sonho; uma oportunidade incrível pra mim! Eu me senti muito honrada de ter sido convidada para participar e também fiquei muito feliz com a mensagem do filme.

GF – Fale um pouco sobre sua personagem:

Lu – Vivo Lucy, uma garota de 18 anos que também é a melhor amiga de Elizabeth (Zoe Myers), uma das personagens principais do filme.

GF – O que o povo cristão pode esperar desse filme? Lu – Podem esperar um filme marcante, capaz de tocar muitas vidas e mudar muitas histórias. Acredito que, para muitos evangélicos, será um filme de transformação de vida.

GF – O filme Destiny road deve ser lançado até o fim do ano no Brasil. Você acha que o fato de ser tão conhecida por aqui causará alguma influência no lançamento?

Lu – Acho que sim. O filme não foi destinado para um público teen, que concentra a maior parte do meu público; então, acho que, de alguma forma, será uma boa influência no lançamento.

ZOE MYERS

GF – Conte-nos um pouco sobre a personagem Elizabeth.

Zoe – Ela é uma pessoa complexa, afinal, precisa viver a alegria e a incerteza com seu primeiro amor verdadeiro, além da dor de se tornar adulta. Elizabeth tenta fazer isso por conta própria, mas percebe

que as coisas que ela deixou para trás – a mãe protetora, a sua fé e toda a sua infância – dificultam essa nova etapa de sua vida, como esposa.

GF – O que achou da história?

Zoe – Tocante e formidável. Quando li o roteiro, eu só pensei: “Eu realmente quero fazer isso!”. Fiz todos os testes e tive a oportunidade de conversar muito com o diretor, Rob Treveiler.

GF – Fale sobre essa experiência:

Zoe – Estou pronta para o próximo filme! Adorei trabalhar com Elizabeth Brewster, que interpretou a minha mãe &S203;&S203;. Eu também tenho de aplaudir a disposição de toda a equipe! O produtor, Mike Davis, sempre procurou disponibilizar tudo de que precisávamos. Eu realmente gostei de trabalhar nesse projeto. Esperamos, em breve, trabalhar juntos novamente!

veja também