Baiana, que se diz evangélica, irritou participantes no primeiro dia do programa

Internautas fazem campanha para eliminar "evangélica"do BBB

Atualizado: Quinta-feira, 12 Janeiro de 2012 as 9:25

Incitação ao sexo e o louvor a vaidade foram os assuntos que predominaram entre rimas e prosas do apresentador “Pedro Bial” com os 16 participantes da décima segunda edição do Big Brother Brasil, que estreou na noite desta terça-feira, depois da novela “Fina Estampa”, na Rede Globo.


Os perfis de cada jogador foram tão evidenciados pela produção do programa, através das vinhetas de apresentação dos “BBBs” e das perguntas dirigidas po rBial às novas celebridades instantâneas do mercado, que uma delas já ganhou até torcida – contra.

No fim da noite, o tópico #forajakeline pedia a saída da estudante Jakeline,evangélica que quase se desfez em lágrima ao lembrar do casal de galináceos – sim, galináceos – deixado por ela na Bahia.

A baiana, que mora em Feira de Santana, é caloura do Instituto Federal Baiano, no campus de Santa Inês e passa a maior parte do tempo no campus da faculdade, mas todos os finais de semana fica em casa com seus familiares.

Apesar de ser evangélica, sua amiga Daniele Moraes, diz que ela não tem nada de quietinha, e provavelmente será uma das pessoas mais animadas da casa.“Ela é muito divertida, dinâmica, anima a galera e vai fazer muito sucesso. Ela é comportada, sim, por causa de sua religião, mas isso não tem nada a ver com o seu humor. Ela vai demonstrar isso logo no primeiro dia. Ela é muito louca” contou a amiga Dainele ao site Ego.

Pelo jeito a "evangélica"tem chanche de sair logo no começo dos 79 dias de confinamento, que deve seguir até 27 de março.

veja também