Bancada evangélica: "Pedido de impeachment é legal e democrático"

Dos 92 parlamentares que compõem a bancada, 90 votam a favor do impeachment, segundo o presidente da bancada, deputado João Campos.

Fonte: Guiame, com informações do G1Atualizado: quinta-feira, 7 de abril de 2016 19:25
Deputado João Campos é o presidente da bancada evangélica na Câmara.
Deputado João Campos é o presidente da bancada evangélica na Câmara.

Na última quarta-feira (6), o presidente da Frente Parlamentar Evangélica da Câmara, deputado João Campos (PRB-GO) confirmou que a bancada é favorável ao impeachmentda presidente Dilma Rousseff (PT).

O anúncio foi feito no Salão Verde da Casa, após uma reunião com 70 dos 92 parlamentares componentes da bancada. Além disso, uma nota com o comunicado também foi emitida para a imprensa.

“Considerando que os recentes escândalos de corrupção praticados pelo governo e os crimes de responsabilidade da presidente Dilma constituem uma afronta ao povo e ao estado democrático de direito, e amparada pelo caminho constitucional, legal e democrático embasado pelo pedido de impeachment que tramita no Congresso Nacional, bem como a necessidade do país de restabelecer a esperança, a confiança, a unidade nacional e a retomada do crescimento, [a Frente Parlamentar Evangélica] decidiu manifestar publicamente sua posição favorável ao impeachment da presidente da república", diz a nota.

Campos ainda destacou que a banda evangélica apresenta 90 votos a favor do impeachment.

Confira na íntegra, a nota oficial que o deputado João Campos publicou em sua página do Facebook 

NOTA À NAÇÃO BRASILEIRA

A Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional - FPE, tendo em vista a grave crise econômica, moral, ética e política que atravessa o Brasil, com graves consequências na vida do povo brasileiro, tais como: desemprego, inflação, fechamento de empresas, descrédito econômico nacional e internacional, e entendendo que os mais pobres do país são os que mais estão sofrendo com os resultados dessa crise generalizada;

Considerando que os recentes escândalos de corrupção praticados pelo governo Dilma são uma afronta ao povo e ao estado democrático de direito e amparada pelo caminho constitucional, legal e democrático embasado pelo pedido de impeachment que tramita no Congresso Nacional, bem como a necessidade do país de restabelecer a esperança, a confiança, a unidade nacional e a retomada do crescimento, DECIDIU, MANISFESTAR PUBLICAMENTE SUA POSIÇÃO FAVORÁVEL AO IMPEACHMENT DA PRESIDENTE DA REPÚBLICA, em reunião extraordinária, na tarde de hoje.

Brasília, 06 de abril de 2016.

João Campos

Deputado Federal

Presidente da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional

Segundo João Campos, o único voto contra o impeachment da presidente Dilma dentro da bancada evangélica partiu da deputada Benedita da Silva (PT - RJ).

Relatório do Impeachment
Ainda na última quarta-feira, o parecer sobre o impeachment foi apresentado pelo relator da comissão especial, deputado Jovair Arantes (PTB-GO). O parlamentar destacou que o possível afastamento da presidente Dilma Rousseff não implica em qualquer tipo de "golpe de Estado", como a maioria dos petistas alegam.

O documento ainda deve ser votado pelos parlamentares que integram a comissão na semana que vem e o resultado da votação será então, encaminhado para o plenário da Câmara.

Após Arantes apresentar o seu voto, o vice-líder do governo na Casa, deputado Silvio Costa (PTdoB-PE), disse que o governo tem “consciência” que será derrotado na comissão, e fará a “luta política” no plenário.

Confira na lista abaixo os nomes que constam atualmente na Frente Parlamentar Evangélica:

Alan Rick (PRB - AC)

André Abdon (PRB - AP)

Silas Câmara (PSD - AM)

Erivelton Santana (PSC - BA)

Irmão Lázaro (PSC - BA)

Márcio Marinho (PRB - BA)

Sérgio Brito (PSD - BA)

Tia Eron (PRB - BA)

Ronaldo Martins (PRB - CE)

Ronaldo Fonseca (PROS - DF)

Manato (SD - ES)

Sérgio Vidigal (PDT - ES)

Max Filho (PSDB - ES)

Fábio Sousa (PSDB - GO)

João Campos (PSDB - GO) / presidente da Bancada

Cleber Verde (PSDB - MA)

Eliziane Gama (PPS - MA)

Victório Galli Filho (PSC - MT)

George Hilton (PRB - MG)

Leonardo Quintão (PMDB - MG)

Lincoln Portela (PR - MG)

Stefano Aguiar (PSC- MG)

Weliton Prado (PT - MG)

Julia Marinho (PSC - PA)

Josué Bengtson (PTB - PA)

Christiane Yared (PTN - PR)

Delegado Francischini (SD - PR)

Edmar Arruda (PSC - PR)

Hidekazu Takayama (PSC - PR)

Anderson Ferreira (PR - PE)

Pastor Eurico (PSB - PE)

Rejane Dias (PT - PI)

Arolde de Oliveira (PSD - RJ)

Aureo (SD - RJ)

Benedita da Silva (PT - RJ)

Clarissa Garotinho (PR - RJ)

Eduardo Cunha (PMDB - RJ)

Ezequiel Teixeira (SD - RJ)

Francisco Floriano (PR - RJ)

Marcos Soares (PR - RJ)

Sóstenes Cavalcante (PSD - RJ)

Washington Reis (PMDB - RJ)

Antônio Jácome (PMN - RN)

Carlos Gomes (PRB - RS)

Onyx Lorenzoni (DEM - RS)

Ronaldo Nogueira (PTB - RS)

Marcos Rogério (PDT - RO)

Nilton Capixaba (PTB - RO)

Carlos Andrade (PHS - RR)

Johnathan de Jesus (PRB - RR)

Geovania de Sá (PSDB - SC)

Antônio Bulhões (PRB - SP)

Bruna Furlan (PSDB - SP)

Edinho Araújo (PMDB - SP)

Gilberto Nascimento (PSC - SP)

Jefferson Campos (PSD - SP)

Jorge Tadeu Mudalen (DEM - SP)

Marcelo Squasoni (PRB - SP)

Marco Feliciano (PSC - SP)

Missionário José Olímpio (PP - SP)

Paulo Freire (PR - SP)

Roberto Alves (PRB - SP)

Roberto de Lucena (PV - SP)

Vinicius Carvalho (PRB -SP)

Laércio Oliveira (SD - SE)

Pastor Jony (PRB - SE)

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições