Batismos com linguagem menos bíblica são propostos a igrejas inglesas

Batismos com linguagem menos bíblica são propostos a igrejas inglesas

Atualizado: Terça-feira, 25 Janeiro de 2011 as 12:11

Um grupo de pastores e bispos enviaram documentos para o Sínodo Geral, órgão dirigente da Igreja Anglicana, sugerindo que prepare alternativas para os cultos onde há cerimônias de batismo de crianças, tradicionais nas igrejas anglicanas. A esperança deles é que  essas cerimônias  sejam mais acessíveis e interessantes para os não-fiéis. Isso inclui os muitos pais e padrinhos “sem religião” que participam dos cerca de 139.000 batismos realizados pela igreja oficial da Inglaterra todo cada ano.

Em entrevista recente , o reverendo Tim Stratford, de Liverpool, explicou que ele e outros sacerdotes que atuam nas áreas mais pobres das cidades sempre tiveram dúvidas sobre o quanto as pessoas entendem os rituais da igreja. Sua proposta é uma reforma da tradicional  “Oração sobre a água”. Recitada durante o batismo, ela lembra os filhos de Israel e sua saída da escravidão do Egito para desfrutar a liberdade na Terra Prometida.  Durante a cerimônia, pais, padrinhos e caso seja o batismo de um adulto, todos são convidados a “rejeitar o diabo e toda rebelião contra Deus e renunciar ao pecado e a corrupção do mal”. Eles são convidados ainda a “reconhecer a Cristo como Senhor”.

Stratford, de Liverpool, que lidera o movimento pela reforma, disseram em um documento que “existe certo descontentamento pelo fato de a linguagem usada não estar ligada o suficiente à nossa realidade”. Deveria substituir por uma mensagem mais simples, direta e poética, que seja relevante para a vida das pessoas. Pois a atual não é mais levada a sério pelas pessoas.

“Isso é um apelo para que seja feita uma oração que a maioria dos britânicos que não conhecem a Bíblia entendam”, escreveu na proposta. “É uma experiência comum do clero ter o sentimento de que estavam perdendo o contato com as congregações em momentos importantes desses cultos”, finaliza o reverendo de Liverpool.

Porém, alguns líderes da igreja anglicana não concordam. Acreditam que isso modificará o sentido do batismo. A oração tradicional, descrita no Livro de Oração Comum, sofreu poucas alterações desde que foi instituída, há cerca de 400 anos.

O Sínodo Geral da Igreja da Inglaterra reúne-se em Londres para discutir esse e outros assunto no próximo mês.

veja também