Batistas esclarecem que encontro não representa apoio a Marta

Batistas esclarecem que encontro não representa apoio a Marta

Atualizado: Terça-feira, 23 Setembro de 2008 as 12

A notícia de que Marta Suplicy, candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, defendeu o projeto de lei complementar nº 122 - conhecida como "Lei da Homofobia" - durante encontro com pastores batistas, na semana passada, gerou a falsa impressão de que a reunião celebrava algum tipo de apoio dos presentes à candidata. "Marta solicitou à Ordem dos Pastores Batistas, da Convenção Batista Brasileira, um encontro e, como os batistas são bastante receptivos aos candidatos, a solicitação foi aceita e a reunião foi realizada no Colégio Batista. Mas isso não significa apoio", esclarece Miriam Batista Pereira, auxiliar administrativa da Convenção Batista Brasileira, que esteve presente ao encontro.

Ainda segundo Miriam, qualquer candidato pode solicitar um encontro como aquele. "Inclusive a assessoria do candidato Geraldo Alckmin também já entrou em contato conosco", revela.

veja também