Batistas lamentam contratação de gays por escola cristã

Batistas lamentam contratação de gays por escola cristã

Atualizado: Segunda-feira, 31 Janeiro de 2011 as 10:54

Uma universidade cristã em Nashville, Tennessee, alterou a sua política de não-discriminação para incluir a orientação sexual depois de uma recente polêmica envolvendo uma ex treinadora de futebol feminino, lésbica.

“Somos uma comunidade cristã acolhedora, amorosa e que inclui a todos “, disse Bob Fischer, Presidente da Belmont University, em uma declaração feita quarta-feira (dia 26 jan).

O diretor-executivo da Convenção Batista do Tennessee, no entanto, disse estar “entristecido“ com a decisão da escola, relatou o jornal Nashville. Em entrevista o Rev. Randy Davis afirmou que a postura não é favorável a Palavra de Deus. A convenção Batista do Sul do Estado rompeu os laços com Belmont em 2007.

A mudança na norma da Universidade vem um mês depois da treinadora de futebol da universidade, Lisa Howe, ter de deixar a instituição após revelar que ela e sua parceira lésbica esperavam um filho.

Em seu pronunciamento, Fisher disse que a orientação sexual nunca havia sido levada em consideração para “a contratação, promoção salarial, ou demissões” durante os 11 anos em que ele é presidente.

Howe elogiou a mudança de política em uma declaração divulgada pelo jornal The Tennessean. “Mudanças significativas não acontece sem sacrifício e sem se machucar algumas pessoas ao longo do caminho”, escreveu ela. “No entanto, na minha opinião, todo mundo é um vencedor hoje.”

veja também