Batistas refletem sobre uma ecologia biblicamente correta

Batistas refletem sobre uma ecologia biblicamente correta

Atualizado: Segunda-feira, 24 Janeiro de 2011 as 10:01

Na manhã de sábado, 22 de janeiro, os participantes da 91ª Assembleia da Convenção Batista Brasileira (CBB) tiveram a oportunidade de refletir sobre o tema ‘‘Ecologia biblicamente correta’’.

A mensageira nesta oportunidade foi a educadora Márcia Villar Antunes, que convidou os presentes a lembrarem do plano original de Deus em relação à ecologia, e a avaliarem a conduta dos cristãos como mordomos fiéis.

Márcia iniciou a mensagem registrando a sua alegria pela visão da Convenção em abordar um tema atual e importante. Ainda declarou que “é impossível deixar de reconhecer que a Bíblia oferece perspectivas ecológicas’’, e disse que a majestade de Deus pode ser vista em toda a abrangência da criação.

No entanto, a pregadora declarou que a ambição do homem tem sido devastadora e destruidora, causando a poluição industrial da terra, da atmosfera e das águas, o crescimento demográfico explosivo, a desertificação e a perda de solo, florestas e minerais. Essa ambição tem gerado reações contra o próprio homem, como o aumento de catástrofes climáticas como tsunamis, furacões, tufões e ciclones.

“Parece que nós nos esquecemos que dependemos do melhor que Deus nos deu. Dependemos do ar para respirar, do alimento para nos fortificar, da água para saciar a nossa sede, do sol para nos aquecer e do equilíbrio da natureza para sobreviver’’, afirmou a preletora.

No projeto original de Deus, foi dada ao homem a incumbência de cuidar da natureza e de preservar o ecossistema, de ser um embaixador em nome de Cristo e de exercer influência para que de fato seja a imagem e semelhança do Pai na criação. Ela ressaltou que “a criação não deve ser divinizada, pois somos contra o panteísmo. Nós afirmamos que a criação não é Deus, mas Deus a criou!’’.

Contudo, o homem tem falhado na tarefa de honrar e cuidar da criação de Deus. Percebe-se isso nas atitudes diárias, como no tratamento do lixo não reciclado, no banho demorado ou no descarte incorreto do óleo de cozinha, falha essa que é cometida por causa da ganância da ignorância e por causa do afastamento de Deus por parte do homem.

Márcia encerrou a mensagem destacando a pergunta do hino 552 HCC: “O que estou fazendo, se sou cristão?’’.

Além de ouvirem esta mensagem desafiadora, os participantes da 91ª Assembleia puderam louvar a Deus com o hino oficial “Toda a natureza’’, e com o coro homens de Vitória, que foi conduzido pelo regente Almir.

Ainda durante o encontro, os convencionais participaram de um estudo bíblico baseado no texto de Efésios 4.17-20, com o pastor Carlos Novaes. Segundo o pastor, para o cristão ter uma vida plena deve estar sempre no Senhor.

Na parte da tarde foram realizadas as câmaras setoriais, que abordaram assuntos como missões e educação teológica.

Já na noite do segundo dia da 91ª Assembleia da CBB o mensageiro foi o pastor Elthom Sá, que atua junto aos jovens da Primeira Igreja Batista em São Paulo. Em sua palavra ele compartilhou um pouco da visão de mundo dos jovens contemporâneos, com o intuito de ajudar as diferentes gerações a se relacionarem melhor para uma melhor promoção do Reino de Deus.  

veja também