"Beijo de língua não é pecado. Mas comida também não é e te leva à gula", ensina missionário

Homens aprendem a esperar em santidade pela mulher certa

Atualizado: Quinta-feira, 2 Agosto de 2012 as 9:53

O Culto das Princesas já é conhecido, mas agora a novidade é o Culto dos Príncipes, afinal os homens também querer aprender a esperar pela mulher certa.

Claudio Brinco, missionário esposo de Nãna Shara e cunhado de Sarah Sheeva, é quem ministrou aos rapazes nessa terça-feira, 31 de julho, no Clube Olympico, em Copacabana, Rio de Janeiro.

“A ideia é estimular uma nova cultura comportamental entre os seguidores da Igreja Celular Internacional (ICI), no que se refere a namoro e, claro, sexo”, explica.

Sexo e masturbação são proibidos para o príncipe solteiro. “Beijo de língua não é pecado. Mas comida também não é e te leva à gula. Beijo é igual a forno elétrico. Liga em cima e esquenta embaixo”, afirma, cheio de gestos.

Os homens presentes têm entre 18 e 30 anos e entendem que devem dizer não ao sexo antes do casamento, mesmo não sendo tarefa fácil. 

Brinco ensina que as tentações são diárias e é preciso ser forte, é preciso ter força para suportá-las. “Dia desses andava na calçada quando vi uma morena fenomenal vindo na minha direção. Eu sou homem, pô! Aqui tem testosterona (diz batendo no braço). Enquanto todos os caras viraram o pescoço para vê-la melhor, encostei na parede e comecei a orar ao Senhor. Uma irmã aqui da igreja passou na hora e perguntou se estava passando mal. Disse para ela que não, só estava afugentando o demônio”, conta.

O cinema nacional foi criticado pelo missionário ao citar o filme 'E aí, comeu?', que está em cartaz. “Quando eu servia ao império das selvas, é o que mais se perguntava entre os homens. É uma cultura mundana que, hoje, até as mulheres aderiram. Não se pergunta isso, em nome de Jesus!”

Leia também:

“Temos um tesouro no meio das pernas", diz Sarah Sheeva em Culto das Princesas 

Pedro Bial grava matéria para o 'Na Moral' no Culto das Princesas 

Seguindo a mesma mensagem ensinada no Culto das Princesas, Brinco ensina os homens a fugirem das mulheres cachorras e que só têm cara de anjo. Ele diz que só uma pastora pode salvar uma cachorra e não eles.

Seu relacionamento com Nãna Shara também foi usado como exemplo de que vale a pena esperar o momento certo para determinados prazeres. Ele conta que ficou um ano e oito meses no namoro sem nem beijar na boca e compartilhou um dos momentos abençoados do casamento. “Por falta de dinheiro, a Light cortou a luz da minha casa. Quando cheguei, encontrei minha esposa me esperando com um jantar à luz de velas. Aquela noite foi tremenda! Quase mandei uma carta agradecendo à Light por ter cortado a luz”, relata ele.

Outro ensinamento passado por Brinco é em relação às redes sociais. “Padronize o Facebook de acordo com o reino de Deus. Não adianta ter uma vida regrada na realidade e ser libertino na vida virtual. Se você é príncipe, não procure mulher no Facebook. Príncipe não tem álbum no Facebook. Não idolatra a própria imagem", diz o missionário.


com informações do iG

veja também