Billy Graham é o primeiro líder religioso a ser honrado no Capitólio dos EUA

O evangelista, que faleceu na última semana, foi homenageado pelos principais políticos dos EUA.

fonte: Guiame, com informações de The Washington Post

Atualizado: Quinta-feira, 1 Março de 2018 as 3:52

O presidente americano Donald Trump homenageou o evangelista. (Foto: Al Drago/The New York Times)
O presidente americano Donald Trump homenageou o evangelista. (Foto: Al Drago/The New York Times)

O corpo do evangelista Billy Graham foi colocado em honra no Capitólio dos Estados Unidos nesta quarta-feira (28), sendo visitado por centenas de pessoas do país. O caixão foi enviado nesta quinta (1) a Charlotte, na Carolina do Norte, para um funeral privado que acontecerá na sexta (2).

Graham foi o primeiro líder religioso receber honra na Rotunda do Capitólio — apenas outros três civis receberam esse tipo de homenagem. Durante sua vida, o evangelista recebeu os mais altos prêmios que o governo dos EUA pode conceder a um civil: a Medalha de Ouro do Congresso, em 1996 e a Medalha Presidencial da Liberdade, em 1983.

O memorial privado foi realizado nesta quarta com a participação dos três políticos mais poderosos dos EUA — o presidente do país, Donald Trump, o presidente da Câmara, Paul D. Ryan e o líder da maioria do Senado, Mitch McConnell.

De acordo com McConnell, o que houve de mais notável em Graham não foi seu ministério nem o título de conselheiro de presidentes, mas sim o fato dele ter conhecido a Deus. “O segredo do meu trabalho é Deus. Sem Ele, eu não seria nada”, disse McConnell citando Graham. “Foi isso o que tornou Billy Graham o pastor da América”.


O caixão de Billy Graham foi visitado por centenas de pessoas do país. (Foto: Al Drago/The New York Times)

Durante seus 99 anos de vida, Billy Graham pregou em 185 dos 195 países do mundo e foi considerado um dos homens “mais admirados do mundo” por 61 vezes, desde 1940.

“Hoje agradecemos por essa vida extraordinária. É muito apropriado fazer isso na Rotunda do Capitólio dos EUA, onde a memória do povo americano está consagrada. Aqui, nesta sala, lembramos que a América é uma nação sustentada pela oração”, disse Trump à multidão.

“Hoje o honramos assim como apenas outros três cidadãos foram honrados. Assim como os fiéis de Charlotte uma vez disseram, declaramos em oração que, em toda a terra, o Senhor levantará homens e mulheres como Billy Graham para difundir uma mensagem de amor e esperança para todo precioso filho de Deus”, acrescentou o presidente.

O caixão que leva o corpo de Graham, que feito por detentos da Penitenciária Estadual de Louisiana, será levado para a Biblioteca Billy Graham em Charlotte, onde acontecerá um funeral privado.

veja também