Billy Graham escreve carta ao presidente do Irã sobre pastor preso

Billy Graham escreve carta ao presidente do Irã sobre pastor preso

Atualizado: Quinta-feira, 10 Outubro de 2013 as 7

Billy GrahamApós o discurso do presidente do Irã Hassan Rohani, na Assembleia Geral da ONU, o pastor Billy Graham escreveu uma carta pedindo a libertação do Saeed Abedini.
 
No final de setembro completou um ano que o pastor está preso injustamente no Irã por defender sua fé em Cristo.
 
Confira a carta de Billy Graham na íntegra:
 
 
Billy Graham
 
Motreat, Carolina do Norte 26157
 
23 de setembro de 2013 
 
Presidente Hassan Rouhani, da República Islâmica do Irã
 
Caro Sr. Presidente Rouhani,
 
Tenho assistido com grande preocupação sobre o caso do Pastor Saeed Abedini, um cidadão americano que está preso em seu país. Ele estava no Irã trabalhando para construir um orfanato, quando foi preso e mais tarde condenado a oito anos de prisão. A sua situação tem recebido um nível cada vez mais elevado de atenção nos Estados Unidos. Infelizmente essa publicidade foi totalmente negativa para o Irã, com a crença de que a principal razão para a prisão de Pastor Abedini foi por causa de sua fé cristã.
 
O senhor como líder religioso muitas vezes tem falado (de maneira pública e também privada, com a nossa liderança nacional) sobre a necessidade de uma maior compreensão e paz entre as nações do mundo. O senhor chegou aos Estados Unidos esta semana para a Assembleia Geral da ONU em Nova York, e minha sincera esperança é de que possam ser encontradas formas de reduzir as atuais tensões entre os Estados Unidos e a República Islâmica do Irã.
 
O anúncio nesta segunda-feira de que seu país libertou oitenta presos políticos é muito encorajador. Temo, porém, que a publicidade atual em torno da prisão do Pastor Abedini, um cidadão americano, possa prejudicar ainda mais a já frágil relação que atualmente existe entre as nossas duas nações.
 
Em 26 de setembro, o aniversário de um ano de prisão do pastor Abedini, milhares assistirão a uma vigília de oração em mais de setenta cidades dos EUA, em favor desse marido, pai e servo de Deus. Eu me junto a eles e respeitosamente peço que liberte o Pastor Saeed Abedini da prisão. Tal ação, creio eu, teria um impacto positivo em nossa nação, e pode muito bem ser percebida por nossa liderança como um passo significativo na redução de tensões.
 
Respeitosamente,
 
Billy Graham.
 
 
via Verdade Gospel
 

veja também