Biografia de Marina Silva será publicada por editora evangélica

Biografia de Marina Silva será publicada por editora evangélica

Atualizado: Quarta-feira, 9 Setembro de 2009 as 12

A Editora Mundo Cristão anunciou na última sexta-feira, dia 4, pela Internet, que "está em fase de criação o livro sobre a senadora Marina Silva, que será escrito pela jornalista Marília de Camargo César, autora do recém lançado Feridos em nome de Deus. O livro deverá ser lançado no primeiro semestre de 2010", em forma de reportagem biográfica.

Segundo a editora, o convite à Marina aconteceu "quando ainda era ministra do meio ambiente". E, na época, a então ministra hesitou, "por não pretender notoriedade com sua história. Quando lhe foi sugerido que o livro tivesse o caráter de reportagem biográfica, realizada por Marília de Camargo César, ela aceitou. "Também pesou o perfil da editora", afirma Marília, que diz ainda estar diante de um desafio muito positivo". A obra contará a história de Marina Silva, sua vida como seringueira, sua trajetória política e o engajamento na missão de alertar as pessoas sobre a destruição do planeta.

Nas últimas semanas, a senadora Marina Silva foi destaque no noticiário nacional (com menções até na imprensa internacional) por sua decisão de deixar o PT (Partido dos Trabalhadores, onde esteve filiada 30 anos) e se filiar ao Partido Verde para, provavelmente, se candidatar à Presidência da República, concorrendo com a candidata (ou candidato) do governo do qual participou. Marina saiu do governo após desgaste com a ministra Dilma Roussef (provável candidata do PT) pelo rigor nos critérios das liberações ambientais para obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Marina tem bom testemunho de grande parte da intelectualidade brasileira. Artistas e jornalistas não lhe economizam elogios. Até a Veja, em editorial da edição da primeira semana de setembro afirmou que Marina é "imaculadamente honesta". Na entrevista das páginas amarelas da revista, Marina foi questionada também sobre sua fé (saída da Igreja Católica para a Assembléia de Deus), e sobre suas convicções em torno de temas como aborto e liberação das drogas.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também