Bispa Sônia Hernandes lança bíblia da mulher no Rio de Janeiro

Bispa Sônia Hernandes lança bíblia da mulher no Rio de Janeiro

Atualizado: Segunda-feira, 25 Abril de 2011 as 12:10

A Bíblia da Mulher de Bem Com a Vida foi lançada na tarde desta quinta-feira, dia 21 de abril, no Rio de Janeiro, na Renascer Vila Isabel. No feriado de Tiradentes, as mulheres compareceram em peso para este grande lançamento e para ouvirem a palavra da bispa Sonia Hernandes. Mulheres de várias regiões do Rio de Janeiro estiveram presentes ao evento.

Foi uma tarde de louvor e muita adoração. O Renascer Praise iniciou o evento trazendo um clima de adoração. O lançamento contou com a presença das cantoras Elaine Martins e Nívea Silva, da Assembléia de Deus dos Últimos Dias.

“A Palavra de Deus está dentro mim. Cada um destes estudos faz parte da minha vida há muitos anos”, disse a bispa. Ela explicou que não demorou muito para que ela desenvolvesse os estudos que estão na Bíblia da Mulher de Bem Com a Vida, justamente porque a Palavra de Deus sempre fez parte de sua história. Ela contou como a Bíblia marcou a sua vida. Comentou que quando era mais jovem, carregava uma Bíblia para todos os lugares e acrescentou que tinha um compromisso de todos os dias da semana ler 3 capítulos e aos domingos, 5 capítulos.

Ela contou ainda que se refugiava na leitura da Palavra de Deus desde cedo e que sua primeira experiência com a Bíblia foi através do Salmo 23. Após ter vivido um grande livramento, o Senhor ministrou ao seu coração que Ele era o seu pastor e que nada iria lhe faltar, até mesmo as coisas mais simples. Enfim, que havia um bom futuro, um amanhã.

“O Senhor falou comigo através do Salmo 23, o Senhor é o meu pastor. Ele não vai deixar faltar nada amanhã. Ele não vai deixar faltar nada, até mesmo as coisas mais simples. Deste modo, Deus foi me formando e fui tendo experiências com a Palavra de Deus e ela passou a ser a minha verdade, aquilo que Deus Ia fazer comigo”, disse a bispa.

Ela acrescentou a importância de fazer a leitura da Bíblia de forma correta, pois muitos leem sem um foco, sem uma direção. Citando o texto que está em 2º Timóteo 2.15, ela salientou que muitos conhecem este texto mas não vivem a essência da Palavra.

“Precisamos ser obreiras que trabalham em cima da Palavra. Todos nós conhecemos pessoas que sabem fazer bem o seu trabalho. Tem gente que sabe trabalhar bem com as mãos. E Deus espera que saibamos trabalhar bem com a Palavra dele para que ela faça o milagre acontecer em nossas vidas, para que possamos levar vida às pessoas à nossa volta. Se você não souber trabalhar bem a Palavra, você fica confusa, atrapalhada”, comentou a bispa lembrando que a Bíblia é a nossa amiga que merece um lugar especial em nossa casa.

Em seguida, ela alguns trechos da Bíblia e fez comentários. Falou do significado da submissão para as mulheres, com enfoque na vida de Abigail, uma mulher formosa, sensata, que se amava. Ela disse que para ser formosa, a mulher precisa se amar. Ela comentou, inclusive, que muitos casais têm sido abençoados com a leitura deste texto que fala da submissão. Muitos homens após lerem este trecho, passaram a enxergar as suas esposas com outros olhos.

A bispa também falou sobre o preço do pioneirismo, o preço pago por ser a primeira bispa do Brasil, o preço de ser criticada por muitos. Um preço pago que trouxe a sua recompensa, pois aquilo que o Senhor tem lhe dado não tem preço como, por exemplo, ser a segunda mulher no mundo a lançar uma Bíblia.

Em seguida, abordando o livro de Neemias, a bispa falou das situações que surgem para roubar a nossa fé como, por exemplo, os falatórios. “Alguém precisa dizer para nós quem somos? Eu sei que Deus sabe quem eu sou e Ele é justo... Não podemos dar ouvidos a pessoas que aparecem para falar mal da nossa fé e da nossa esperança”, disse a bispa.

Finalizando, ela ministrou às mulheres abordando alguns aspectos mencionados em seus estudos ensinando-as a crer nas promessas de Deus e a profetizar sobre as suas vidas. Ela ainda compartilhou vários conselhos práticos do estudo “Envio para o meio dos lobos”, falando que todos precisamos aprender a enfrentar o medo e os desafios. “Muitas vezes podemos estar sendo enviadas para o meio dos lobos para que vivamos o milagre”.

O lançamento foi encerrado com um grande mover de cura e libertação, pois a bispa fez um grande chamamento para todas aquelas que estavam se sentindo no meio de lobos e todas aquelas que estavam padecendo de uma grande esterilidade em suas vidas. Muitas mulheres foram à frente e muitas foram curadas e libertas.  

veja também