Bispo Edir Macedo: "No altar é onde está o fogo"

Bispo Edir Macedo: "No altar é onde está o fogo"

Atualizado: Sexta-feira, 2 Julho de 2010 as 7:46

"Ai de vós, guias cegos que dizeis: Quem jurar pelo santuário, isso não é nada; mas, se alguém jurar pelo ouro do santuário, fica obrigado pelo que jurou! Insensatos e cegos! Pois qual é maior: o ouro ou o santuário que santifica o ouro?" (Mateus23:16 e 17)   Nessa passagem bíblica, o Senhor Jesus faz um alerta acerca da santidade do altar de Deus.  Muitas pessoas, por falta de conhecimento ou por não reconhecerem sua importância, acabam entregando a Deus somente parte de suas vidas ou ofertas com defeitos. E, como consequência disso, não desfrutam de uma vida completa como promete a Palavra de Deus.   O bispo Edir Macedo, em reunião realizada recentemente em São Paulo, explicou que muitas pessoas ficam ansiosas para conquistar para si bênçãos, mas não têm a mesma ansiedade para fazer a vontade de Deus, e, por causa disso, acabam com suas vidas amarradas, sem conquistar nada. Ele ainda afirma que o diabo aproveita essa situação para soprar no ouvido do ansioso pensamentos de derrotas e acusações. Mas, para aqueles que se encontram dessa forma, o bispo ensina como vencer o sentimento de ansiedade e sair dessa situação: "Se você quer ser uma pessoa abençoada por Deus, ser agradada pelo Senhor , coloque sua vida no altar. Porque quando você coloca a vida no altar não existe mais ansiedade, a vida é para servir. A entrega no altar de Deus é como se você estivesse sentado no colo do próprio Deus, e , uma vez lá, nada de mal poderá te tocar."   A importância de estar com a vida no altar de Deus é tão grande que o rei Davi não se preocupou em deixar herança para seu filho Salomão após a morte, pelo contrário, despojou-se de todos os seus bens  e os entregou para a construção do Templo do Senhor:  "Eu, pois com todas as minhas forças já preparei para a casa de meu Deus ouro para as obras de ouro, prata para as de prata , bronze para as de bronze, ferro para as de ferro e madeira para as de madeira; pedras de ônix, pedras de engaste, pedras de várias cores, de mosaicos e toda sorte de pedras preciosas, e mármore, e tudo em abundância. E ainda, porque amo a casa de meu Deus, o ouro e a prata particulares que tenho dou para a casa de meu Deus, afora tudo quanto preparei para o santuário: três mil talentos de ouro, do ouro de Ofir, e sete mil talentos de prata purificada, para cobrir as paredes das casas;" (1 Crônicas 29: 2-4)   "Porque essa é a nossa fé, sacrifício, sacrifício, sacrifício. E por causa desse sacrifício constante, a nossa fé não envelhece nem se perde, não há falta de temor, a gente não se perde no mundo, porque nós estamos no altar e o altar é onde está o fogo. Quem está no altar não sente frio, quem está no altar não vive como um carvão apagado, a pessoa não se apaga nunca, porque está no altar queimando. Essa é a nossa riqueza. Nossa herança é a nossa fé no Senhor Jesus", explica o bispo Macedo.   Apesar de o rei Davi ter entregado tudo para o Senhor, por incrível que pareça aos olhos humanos, as riquezas que Deus deu ao filho dele, Salomão, não são comparadas com as de nenhum outro homem no mundo. A Bíblia diz que na época do reinado de Salomão o ouro e a prata eram coisas comuns nas ruas de Jerusalém: "Fez o rei que, em Jerusalém, houvesse prata e ouro como pedras, e cedros em abundância como os sicômoros que estão nas planícies." (2 Crônicas 1:15)    Nessa mesma fé, dia 11 de julho, bispos e pastores da IURD estarão orando por todos aqueles que desejam ter a vida no altar e receber dele o sustento divino. Os nomes das pessoas que participarão desse propósito serão anexados à "pedra fundamental", que será lançada no terreno em que o novo Templo de Salomão será construído, na zona leste de São Paulo (SP). O templo terá 15 mil metros de comprimento e 100 metros de largura, tamanho que supera o de um campo de futebol oficial, com capacidade para mais de 10 mil pessoas. As pessoas que participarem dessa campanha farão parte da coluna do Santuário de Deus, e seus nomes estarão em constante oração.

veja também