Bispo Metodista, Adriel de Souza Maia anuncia aposentadoria

Bispo Metodista, Adriel de Souza Maia anuncia aposentadoria

Atualizado: Terça-feira, 12 Julho de 2011 as 1:54

Os delegados do 19º Concílio Geral se emocionaram hoje, 11, com o anúncio oficial da aposentadoria do Bispo Adriel de Souza Maia, da 3ª Região Eclesiástica. Durante a plenária, Bispos, Bispa e todos os presentes aplaudiram calorosamente o Bispo Adriel. Em seguida, a delegação da 3ª Região apresentou uma proposta de concessão de título de Bispo Emérito, que foi aprovada por unanimidade.

O Bispo Adriel agradeceu a homenagem e contou um pouco e sua trajetória pastoral e episcopal. “Estou muito feliz com este momento, mas meu ministério não termina aqui. Cargo a gente aposenta, ministério a gente não entrega”, disse. Usando as palavras do Apóstolo Paulo, o Bispo Adriel concluiu: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.”

Pode receber o título de Bispo Emérito, um Presbítero ou Presbítera que se aposenta no exercício do episcopado. É um título concedido como reconhecimento ao trabalho desenvolvido durante o ministério episcopal.

Durante o anúncio da proposta da 3ª Região Eclesiástica, foi lida uma carta como justificativa à aprovação do título Emérito. A leitura emocionou boa parte dos conciliares. Veja na íntegra:

“O Revmo Bispo Adriel de Souza Maia formou-se em Teologia pela Faculdade de Teologia da Igreja Metodista, em Rudge Ramos, São Bernardo do Campo (SP), no ano de 1973. Viveu o período conturbado que  culminou com o fechamento da Faculdade de Teologia. A sua, foi a primeira turma  a ingressar no curso após o fechamento da Faculdade em 1968.  Tem formação em Pedagogia com habilitação na área de Administração e Supervisão Escolar, além de Filosofia e Pós-Graduação em Administração. No episcopado, serve à Igreja Metodista há mais de 25 anos. Foi eleito Bispo aos 34 anos, tornando-se o Bispo mais jovem da história do metodismo.  Nesse período ele ocupou a presidência da 4ª Região Eclesiástica (1982 a 1997) da Região Missionária do Nordeste – REMNE (1998 a 2001), e, atualmente, a presidência da 3ª Região Eclesiástica. Viveu a itinerância episcopal e contribuiu enormemente por onde passou. Também ocupou durante seu ministério, a presidência do Colégio Episcopal; assumiu cargos representativos da igreja e ofereceu contribuição impar em cada um deles tanto no âmbito eclesiástico como nas esferas públicas. Por sua contribuição  recebeu em 2005, o título de Cidadão Paulistano oferecido pela Câmara Municipal de São Paulo. Na presidência da 3ª Região Eclesiástica, com sua simplicidade e firmeza, conduziu com paz e harmonia a nossa Região. Foi o grande líder que propiciou alcançarmos a meta de nos tornarmos uma Região que tem como fonte da sua receita financeira exclusivamente as cotas orçamentárias das igrejas locais. Implementou projetos e criou o programa de revitalização de igrejas o qual oferece uma nova dinâmica e perspectivas de crescimento da Região e que resultou frutos positivos na recuperação de igrejas. A preocupação com a pastoral urbana levou à criação do espaço 24 horas, que busca responder ao anseio de fé de uma cidade como São Paulo, que funciona 24 horas por dia. Soma-se a isso o cuidado pastoral com as comunidades de fé, com pessoas e famílias. Por tudo o que ele representou para a Igreja Nacional, para a face pública da igreja nas cidades por onde passou e no país e, de modo especial, pelo que ele representa hoje para todos os metodistas da 3ª Região Eclesiástica justificamos a presente proposta.”

veja também