Bispos e pastores da IURD levam pedidos de fieis ao Monte Sinai

Bispos e pastores da IURD levam pedidos de fieis ao Monte Sinai

Atualizado: Segunda-feira, 5 Julho de 2010 as 9:50

Bispos e pastores da Igreja Universal de vários países do mundo escalaram o Monte Sinai, no Egito, levando os pedidos do povo que participou da mais recente Fogueira Santa de Israel, o maior evento da IURD. A escalada foi dividida em três grupos e a média de tempo gasto no percurso foi de 4 horas, sob um forte calor superior a 40ºC. No ponto mais alto, bispos e pastores fizeram uma fogueira, a fim de que os pedidos de oração fossem queimados durante um clamor a Deus.

Ao se referir ao Monte Sinai, o bispo Edir Macedo declarou: "O Senhor escolheu o Sinai para que todos os povos acreditem que há um Deus vivo que Se preocupa com os humildes e com os desprezados." Ele afirmou que o Monte Sinai foi um sinal de Deus para o povo escravizado do passado e continua sendo um sinal até hoje para as pessoas exploradas, abandonadas, injustiçadas e ignoradas.

"Nesse mesmo local, aqueles que creem verão as maravilhas do Senhor em suas vidas. Mas Ele garante que esses sinais são apenas para os que creem", ressaltou. A Fogueira Santa de Israel acontece na IURD desde 1980 e tem como objetivo reverter o quadro de sofrimento que as pessoas vivem e torná-las vitoriosas. Nesse propósito é usada a fé para chamar a atenção de Deus. Na ocasião, é escolhido um local em Israel, a Terra Santa, para onde os pedidos dos fiéis de todo o mundo são levados.

Até o monte

São mais de 10 quilômetros de caminhada por planaltos arenosos, planícies de cascalho fino do deserto e uma cadeia montanhosa de granito até o pico do Monte Sinai, no Egito, com 2.288 metros. Foi no Sinai que, segundo a Bíblia e a tradição judaica, Moisés recebeu as Tábuas da Lei (os Dez Mandamentos).

A primeira Fogueira Santa foi realizada no Monte Calvário, lugar onde o Senhor Jesus foi crucificado. Outras ocorreram nos Montes Sinai e Carmelo e na Fonte de Gideão.

veja também