Brandi e Russel deixaram que a "cura pela fé" matasse seu filho

Casal que pediu cura divina do filho é acusado de homícidio

Atualizado: Quarta-feira, 25 Abril de 2012 as 10:50

Devoto da Igreja Assembleia Geral do Primogênito, o casal americano Russel Bellew e Brandi recusou em levar seu filho doente ao médico por acreditar em cura divina. O caso aconteceu em 2011, e Austin de 16 anos acabou falecendo por falta de socorro.

Conforme publicado no Paulopes Weblog, em fevereiro deste ano, a polícia prendeu o casal, que agora aguarda o julgamento. A condenação poderá ser prisão por um período que varia de três meses a seis anos. 

Na semana passada, a Justiça determinou que tutores assumissem a guarda dos seis filhos do casal (o pai biológico de três deles é Brian). Russel e Brandi podem receber na prisão a visita dos filhos, mais acompanhados por um funcionário. 


veja também