Café da manhã em família na IBC Fortaleza

Café da manhã em família na IBC Fortaleza

Atualizado: Segunda-feira, 5 Abril de 2010 as 12

No title A celebração do domingo de Páscoa começou cedo. Um café da manhã compartilhado em família fez parte da comemoração da ressurreição de Cristo na tenda da Igreja Batista Central (IBC), no bairro Pedras, em Fortaleza (CE). Para o cozinheiro Francisco Antônio Andrade Braz, 42, o dia começou ainda antes, preparando uma porção de tapiocas para enriquecer a mesa. "É a primeira vez que eu venho e vi que é legal", comenta, tímido. As habilidades culinárias dele são exaltadas pelo restante do pequeno grupo de que faz parte, dentro na igreja. Na IBC, é costume formar grupos de estudo bíblico que se reúnem durante a semana. O café da manhã de Páscoa também foi mais uma oportunidade de convivência entre eles e os parentes. ``Isso é comunhão, é o estreitamento do relacionamento com os irmãos e com o nosso Deus", diz Paulo César Silva, 41.

A analista financeira Lina Franco, 37, piauiense, aproveitou a manhã de domingo com o marido e a família que ganhou no Ceará a partir da igreja. "Eu acho que esse momento é fundamental para a valorização da família. São com eles que eu convivo mais, as pessoas do pequeno grupo".

O pastor José Edson Cardoso lembra que também foi cedo que as mulheres foram ao túmulo de Jesus e o encontraram vazio, para testemunharem da sua ressurreição, de acordo com a narrativa bíblica. Ele acrescenta que, na Bíblia, a comemoração da Páscoa relatada no Livro de Êxodo a institucionalizou como um momento familiar, em que o sacrifício de um cordeiro e o seu sangue nas portas das famílias judaicas as havia livrado da última das pragas no Egito, a morte dos primogênitos. "Hoje, nós temos Jesus, o cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo", relaciona.

Após o café da manhã, a igreja promoveu um culto de celebração, com louvores, mensagem bíblica e a realização de batismos. "Para nós, o batismo simboliza morrer e ressuscitar com Cristo", explica o pastor. Como na maioria das igrejas evangélicas, o batismo é feito por imersão em água. No caso da IBC, é utilizada uma piscina.

veja também