Café de pastores da "El Shaddai": "A maior tentação de um pastor é diminuir a visão 91...93 a fim de encaixá-la no seu orçamento"

Café de pastores da "El Shaddai": "A maior tentação de um pastor é diminuir a visão 91...93 a fim de encaixá-la no seu orçamento"

Atualizado: Segunda-feira, 18 Maio de 2009 as 12

Por Felipe Pinheiro "Além de nortear a Igreja, resgatamos a essência do que Deus quer: Amar os perdidos e transformar as pessoas em verdadeiros discípulos de Jesus", afirmou o Apóstolo Fábio Abbud na última quinta-feira, dia 14 de maio, no Café de Pastores da Igreja El Shaddai, em São Paulo (SP). Participaram do evento preletores como Eurípedes Souza, o australiano Peter Paterson e o próprio Abbud.

Convicto da eficácia da visão celular no modelo dos 12 - processo de discipulado difundido no Brasil pelo Ap. René Terra Nova em que cada membro se responsabiliza por acompanhar 12 pessoas -, Abbud discursou sobre a sua identificação com o projeto. "Quando conheci o René o Espírito Santo falou muito claro: você tem que seguir esse homem. Você tem que receber a unção que está sobre a vida dele. Eu consegui ver naquele homem duas coisas que me impactaram. A humanidade dele, como ele era amoroso e interessado por pessoas, e a unção sobrenatural que o revestia. Foi quem eu mais achei parecido com Jesus".

Abbud destacou o crescimento em qualidade das congregações evangélicas que aderem ao modelo. "Multidão o Pe. Marcelo [Rossi] ou Pe. Fábio de Melo também arrebanham. Mas essa multidão não tem identidade nem filiação. A multidão que nós geramos nessa visão celular reconhece liderança e são discípulos ou filhos espirituais". A maior geração fruto do projeto dos 12 está em Manaus (AM), onde mais de 20 mil pessoas discipulam uns aos outros sob a liderança de Terra Nova.

Sonho X Necessidade A palavra da manhã, ministrada pelo pastor australiano Peter Paterson da Sun City Church a cerca de 400 pessoas, foi sobre uma realidade comum a líderes cristãos. "Eu nunca tive recursos suficientes para conquistar os sonhos que Deus me deu. Sentia que também não tinha os dons necessários", afirmou. Segundo Peterson, não faz parte dos planos de Deus suprir todas as necessidades daqueles que se comprometem a cumprir o chamado Dele. "Se eu tiver tudo o que eu preciso eu vou perder a oportunidade de ver o sobrenatural de Deus", garantiu. De acordo com Paterson, as necessidades existem em virtude de um sonho. "Se você não sonhar grande também não precisará de grandes recursos. (...) A maior tentação de um pastor é diminuir a visão que Deus te deu a fim de encaixá-la no seu orçamento".

Do jeito de Deus O Apóstolo Eurípedes Souza, do Mir (Ministério Internacional da Restauração) de Manaus,   relatou a importância de se permitir que o mover de Deus conduza os cultos. "Muita igrejas têm colocado o Espírito Santo numa gaiola. Não podemos deixar que os pastores tradicionalizem a visão celular. Eu já vi que o René Terra Nova as vezes chega no culto preparado para ministrar uma palavra e então a Igreja começa adorar. Ele deixa o Espírito Santo comandar. Se não tomarmos cuidado, vamos pensar que no dia que não tiver ministração não terá culto".

Outro ponto abordado por Eurípedes foi sobre o posicionamento do cristão frente aos desígnios de Deus. "Você precisa entender que Deus quer lhe usar de uma certa forma. Não é segundo a sua própria vontade e sim segundo o propósito estabalecido por Ele".

Agenda

22 e 23 de maio: Seminário Compromisso com a Bispa Raquel Castro (esposa do Ap. Maurício Castro - líderes da rede de 5 mil casais jovens de Manaus) na Igreja El Shadai. Inscrições na Igreja. A palestra abordará como o jovem de se comportar segundo a Palavra de Deus 10 e 11 de junho: 2º Congresso de Homens em Avaré (SP).  O tema deste ano será o "Sacerdócio Gerado Sobre o Manto da Honra". 18 a 21 de junho: Congresso Internacional na visão do modelo de 12 em Manaus (AM). Colaboração: Getúlio Camargo

Fotos: Getúlio Camargo

veja também