Café de pastores da Visão Celular - "A vida começa em uma célula"

Café de pastores da Visão Celular - "A vida começa em uma célula"

Atualizado: Sexta-feira, 12 Dezembro de 2008 as 12

Por Adriana Amorim

Nesta quinta-feira, dia 11 de dezembro, na igreja El Shaddai, no bairro do Ipiranga, em São Paulo, aconteceu o último "Café de Pastores da Visão Celular no modelo dos 12" de 2008. Além de uma bela mesa, os participantes puderam compartilhar de momentos de oração, testemunhos e da ministração do apóstolo Fábio Abbud.

Testemunho O clima de afetividade preencheu a manhã, que se estendeu ao início da tarde, as pessoas cumprimentavam-se com fortes abraços. Depois do café, os convidados foram chamados à frente, para participar do momento de louvor e de testemunhos. Alguns pastores relataram como a Visão tem transformado a vida das igrejas locais.

É o caso de Natanael Solis, líder da igreja Renovação Cristã, em São Vicente, litoral de São Paulo. De maneira entusiasmada, Solis testemunhou a respeito de uma almoço para o Natal que desejava realizar com um grupo de crianças carentes, apoiado pela igreja. O pastor relatou que não possuía o dinheiro suficiente para custear um jantar de alto padrão, mas que tinha fé para crer que ele seria realizado, e a providência c hegou. "Um empresário nos doou um almoço para 200 pessoas. O trabalho com crianças está estruturado. A turma falou: 'Traz leitão, traz isso, traz a quilo'. E  ele disse: 'Pode comprar o que quiser'. Chileno, Solis vive no Brasil há 10 anos, mas conheceu a Visão há um ano e meio, e relata que sua igreja passou por uma transformação. Em agosto de 2007, o ministério tinha 50 membros, hoje são 200 . "A igreja não passava de 40, 50 membros, uma visão mirrada, trabalhávamos e nos esforçávamos. Em minha vida tudo mudou, a área espiritual qualificou-se 1000%, a conjugal, a vida financeira, coisas inexplicáveis! Um empresário me ligou e disse: 'Eu vendi uma casa de R$ 300 mil e vou te dar r$ 20 mil para comprar um carro. Pessoas começam a se achegar, pastores amigos que te vêem progredindo, alcançando, começam a perguntar: 'O que está acontecendo? Estou vendo a igreja cheia? Você fez uma reforma? Ampliou? Estou vendo você mais próximo. O que está acontecendo?. ..' Isso é apenas o começo, o melhor de Deus ainda está por vir".

Ministração Fábio Abbud cumprimentou os convidados com ânimo, dizendo: "Graça e Pa z, liderança do avivamento!", e foi seguido de aplausos e gritos de júbilo. O apóstolo abordou em sua ministração alguns princípios da Visão Celular: "A gente fala da Visão, dá t estemunho da visão que Deus nos deu para estes últimos dias na terra". O líder falou sobre a importância de se ter uma cobertura espiritual de outro líder e apontou que uma igreja saudável deve formar discípulos. Segundo o apóstolo, com a estratégia de células para evangelização, aliada à id éia da formação dos 12 discípulos, a igreja cresce, prospera e se fortalece: "Se você não quer uma igreja grande, não entre na visão". Abbud ressaltou que a prioridade da Visão são as células: "São organismos espirituais captadores de vidas. Nosso corpo é reflexo da multiplicação. A vida começa em uma célula, é por ela que se constróem t ecidos e órgãos. Células geram crescimento e os 12 geram multiplicação". O apóstolo falou sobre a importância de um líder motivador, mas que não pressione os participantes das células para trazer novas vidas aos encontros: "Você deve esperar por ela, ela está se alimentando. Toda semana o líder tem que embutir que eles são ganhadores de almas". Abbud apresentou uma projeção de crescimento de discípulos em uma igreja. Ele exemplifi cou citando um ministério com 250 membros que inicia na Visão Celular com 50 células, nas quais pelo menos uma pessoa ao mês aceita Jesus. Em um ano, as 50 células, durante 12 meses, trarão  600 pessoas. Estas, somadas ao número inicial de membros da igreja, transformam-se em 850. No ano posterior o número de células passaria de 50 para 100 e assim sucessivamente. O apóstolo lem brou, no entanto, que o avanço depende de líderes sedentos em ganhar vidas para Jesus, que orem, jejuem e estejam cheios do Espírito Santo. Dessa forma, ao final de 12 anos, o número de membros pode ser multiplicado de 250 para mais de 2 milhões de discípulos.

Último café de 2008 Para Abbud, o último café do ano "é um balanço, é um fechamento do ano". Mas também um momento para agr adecer. "Deus ness e ano de 2008 foi maravilhoso conosco. Todas as igrejas que estão caminhando na visão celular no modelo dos 12, debaixo de cobertura espiritual, debaixo da Visão, estão felizes, estão prosperando, crescendo, multiplicando-se, porque este é o foco da visão: ganhar vidas e transformá-l as em discípulos".

Manto Apóstólico Em entrevista a o Portal Guia-me , Fábio Abbud falou sobre o que significa estar debaixo do manto apostólico: "A palavra apóstolo significa enviado. Jesus nos deu um chamado, uma diretriz apostólica, de nós irmos e fazermos discípulos de todas as nações da terra. Então, a visão é de fazer d iscípulos e, assim, c onquistar nações. Começando pelos nossos territórios. A nossa geografia, nosso bairro, cidade, estado, nossa nação e posteriormente as nações da terra, porque nosso testemunho vai falar mais alto que qualquer coisa". Ele re iterou que, apesar d os questionamentos e críticas, a Visão Celular no modelo dos 12 é uma revelação de Deus: "Ela vem acompanhada de uma unção, está dando os seus frutos e Jesus deu o parâmetro: 'É pelos frutos que se conhece a árvore'. Então essa árvore é boa, vai crescer muito, e muitos passarinhos irão se aninhar debaixo dela".

Fotos: Getúlio Camargo

veja também