Candidato ao governo propõe parcerias com igreja

Candidato ao governo propõe parcerias com igreja

Atualizado: Quarta-feira, 13 Outubro de 2010 as 9:05

O candidato do PMDB ao governo de Rondônia, Confúcio Moura, disse na noite desta segunda-feira (11) que seu governo vai trabalhar em parceria com todas as igrejas que aceitarem o seu convite para transformar o Estado.

Confúcio propôs uma ação conjunta capaz de recuperar e educar crianças e jovens em situação de risco nas periferias das cidades rondonienses.

A declaração foi feita durante encontro organizado pela Convenção Nacional das Assembléias de Deus Internacional (CONADI), no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Porto Velho, segundo informou o pastor Célio Góes, representante da entidade em Rondônia.

Participaram da reunião, além de Confúcio Moura, o deputado estadual eleito Zequinha Araújo (PMDB), e, segundo estimativa do missionário Antônio Gomes Feitosa, pastor-presidente da Igreja Evangélica Fogo no Altar, cerca de 60 pastores de 20 igrejas evangélicas e centenas de fiéis.

Convidado, o candidato da coligação "Aliança por Uma Rondônia Melhor para Todos" (PMDB, PDT, PCdoB, DEM e PRTB) revelou que, quando foi prefeito de Ariquemes, procurou todas as igrejas da cidade e, de pequenas parcerias que foram estabelecidas no começo do primeiro mandato, o trabalho evoluiu para convênios com a Prefeitura com excelentes resultados na assistência social e na educação.

"Quero fazer em Porto Velho e no Estado o que fizemos em Ariquemes. Lá, não prometi nada. Depois de eleito, fui procurar as igrejas. Começamos ajudando os analfabetos de todas as idades. Perguntava para os pastores: como pode ter um crente que não saiba ler a Bíblia?", argumentou Confúcio Moura.

Falando em nome dos organizadores do encontro, o pregador Valdemir Alves da Silva, 1º Secretário do Conselho de Pastores e Ministros Evangélicos de Porto Velho, disse que, pela sua experiência pessoal, nenhum cidadão deveria ter dificuldade para escolher Confúcio Moura como o melhor candidato para governar o Estado.

"É preciso fazer apenas uma coisa: parar e pensar. Ao comparar as trajetórias, os currículos, não há como não chegar à conclusão de que este é o candidato mais preparado", disse apontando Confúcio Moura.

Ao encerrar o encontro, Confúcio Moura convidou a platéia para salvar a juventude como uma das melhores alternativas para combater a violência e diminuir os índices de criminalidade. "Não quero ser o governador do caos. Vamos implantar escolas boas nas periferias. Vamos abrir as portas do futuro para os nossos jovens. Aceito o apoio de vocês, agradeço a todos e espero que Deus me ajude", finalizou.

veja também