Candidato cristão é vítima de atentado

Candidato cristão é vítima de atentado

Atualizado: Terça-feira, 17 Agosto de 2010 as 3:43

O candidato a deputado federal pelo PSDB, o delegado da Polícia Federal Fernando Francischini denunciou que está sendo vítima de atentados em sua campanha eleitoral.

Evangélico e membro da igreja Assembleia de Deus, o delegado teve um carro que exibia sua propaganda política e que rodava pelo bairro Pinheirinho, em Curitiba incendiado. No final de semana, pelo menos 10 placas com propaganda do candidato foram crivadas de balas na Vila Trindade, um dos locais mais violentos de cidade, dominado pelo tráfico de drogas.

Acostumado a receber ameaças, Francischini comandou operações da Polícia Federal que prenderam o megatraficante colombiano Juan Carlos Abadia e o brasileiro Fernandinho Beira-Mar, além de políticos acusados de corrupção e foi também secretário municipal Antidrogas do governo do prefeito Beto Richa, cargo que deixou em março para disputar a eleição.

Em entrevista ao portal Guia-me o candidato disse que não vai retirar sua candidatura. “ Estou lidando com o tráfico e o que eles não querem é que eu seja eleito, já que, grande parte das minhas propostas são ligadas ao combate as drogas” disse ele.

Responsável também pelo elo do prefeito de Curitiba com as igrejas evangélicas da cidade, Francischini afirma não ter medo das ameaças."Vou continuar lutando contra o tráfico no país.Não vou aceitar intimidações”. finalizou.

Por Pollyanna Mattos

veja também