Canzion Brasil traz novidades na Expo Cristã e pretende se consolidar

Canzion Brasil traz novidades na Expo Cristã e pretende se consolidar

Atualizado: Quarta-feira, 10 Setembro de 2008 as 12

Da Redação  

A gravadora Canzion, lançada no Brasil em julho pelo fundador Marcos Witt, prepara novidades durante a semana da Expo Cristã, em São Paulo. Além do CD Sobrenatural, a mais nova produção de Marcos Witt, a gravadora traz uma nova plataforma de comunicação, um catálogo em forma de revista voltado tanto para o público interno da empresa, como lojistas e distribuidores, quanto para o público consumidor. Novas contratações, as quais serão divulgadas até o final da feira evangélica, prometem consolidar a empresa no cenário nacional. 

Com uma visão não só empresarial, mas apoiada na formação de lideranças, a gravadora pretende firmar parceria com outra empresa de Witt, a Lidere. Para promover um maior conhecimento do projeto "Um milhão de líderes", lançado em 2003 com o objetivo de equipar líderes cristãos comprometidos com o Reino de Deus. "Serão realizados shows por todo o Brasil. Pretendemos fazer isso não só com o Marcos Witt, mas também por meio de parcerias com outros ministérios de louvor", afirma Ana Lacerda, representante da Canzion no estande da Expo Cristã. Outra previsão, uma nova vinda de Witt ao Brasil no final do ano, com o objetivo de levá-lo a regiões ainda no contempladas com a sua visita, como o sul e o nordeste. 

Cantores já contratados pela Canzion Internacional serão distribuídos também no Brasil. Inicialmente os levitas Alex Campos, Coalo Zamorano e Daniel Calveti estão entre as novidades. Ainda assim, encontros com ministros de louvor nacionais serão realizados durante o período da Expo Cristã com o objetivo de firmar parcerias. Para Daniel Romero, diretor da gravadora e também pastor, "a empresa ainda é um bebê, mas já tem um trabalho muito forte no mercado". "Estamos com a idéia de até o final do ano lançar mais dois ou três cantores nacionais além dos internacionais", acrescenta. 

Segundo Lacerda,  a visão é de não apenas trabalhar a Canzion, mas torná-la uma plataforma sobre a qual músicos nacionais possam desenvolver os talentos que Deus deu a cada um. Os nomes das possíveis parcerias serão divulgados no final da feira. Contudo, para que a contratação seja estabelecida, o fator indispensável é compartilhar a mesma visão do Marcos Witt, com músicas que falem do amor e da Palavra de Deus.

Público interno inserido na formação de líderes 

A empresa brasileira pretende estreitar ainda mais o relacionamento com lojistas e distribuidores. Para tal, durante a exposição, serão distribuídas revistas com fontes de informação sobre os cantores, a gravadora e as novidades em geral. "Nesse catálogo, ele pode ter estratégias de venda e informações para o público consumidor, como onde foi gravado determinado CD e as suas características. São informações para o lojista, fornecedor e o consumidor também", revela Ana. 

Uma promoção especial para lojistas e distribuidores estão entre as novidades que podem ser conferidas no estande da Canzion. Para aqueles, lojistas e distribuidores, que preencherem um cadastro, serão presenteados com um DVD exclusivo do lançamento da gravadora no país pelo fundador Marcos Witt. "Queremos conhecer os lojistas e consumidores que ainda no conhecemos e tornar esse contato mais próximo", afirma a representante do estande, que completa: "Os lojistas e o distribuidores são o nosso braço direito. Sem eles no alcançamos o público final". 

A concepção de liderança, marca do ministério de Witt, está inserida na organização interna da empresa, na medida em que lojistas e distribuidores são influências da Canzion em cada região do Brasil. 

Ministrio Canzion 

Seriedade, Reino de Deus e o caráter de Cristo são as motivações. Essa é a diretriz para todos os escritórios da Canzion no mundo, de compartilhar o evangelho através da música e ser um exemplo, um reflexo de Cristo. Para Ana, membro da Primeira Igreja Batista da Trindade, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, a Canzion não é um negócio e sim um ministério. Por isso os funcionários compartilham a mesma visão.

veja também