Casting Crowns no Brasil: Deus não me chamou para ser uma banda itinerante

Casting Crowns no Brasil: Deus não me chamou para ser uma banda itinerante

Atualizado: Quarta-feira, 25 Maio de 2011 as 4:26

Liderada pelo pastor Mark Hall, a banda norte-americana Casting Crowns, já com 11 anos de ministério, esteve pela primeira vez em solo brasileiro.

A oportunidade de vir ao Brasil surgiu com o convite para participar da Conferência Livres para Adorar, e, para a alegria dos brasileiros, deu certo. A terceira edição da conferência aconteceu no último final de semana na Igreja Bíblica da Paz, em São Paulo.

Na primeira parte do evento, Mark Hall se declarou muito feliz em estar, finalmente, no Brasil e que já pensava em quando voltar.

O pastor falou aos jovens sobre o propósito de Deus para a vida de cada um: "O propósito de Deus para a sua vida é conhecê-lo e fazê-lo conhecido, e quando Deus descobre um filho que pensa assim, Ele sabe que pode usá-lo".

Baseado em João 4, a passagem que conta a história da mulher do poço de Samaria, Mark Hall falou sobre os três tipos de água existentes no texto, água física, água mágica e água da vida. "Religião é água mágica... ela mora em prédios como esse. Você pode vestí-la como uma blusa, mas você também pode tirá-la a qualquer momento (...) Quando deixamos a água mágica, passamos a ser fonte de água da vida", disse ele.

Além de ser líder do Casting Crowns, Mark Hall trabalha com discipulado de jovens e adolescentes e os estimula a buscar uma caminhada independente com Deus e uma vida de adoração. "Seus líderes não vão para casa com você e o máximo que você faz é uma visita semanal a um prédio, por favor, não chame isso de adoração".

Segundo Mark, quando o jovem passa a caminhar com Deus sem depender do ensino de ninguém, a primeira coisa que Ele muda são seus olhos. "Quando você vê o que Jesus vê, seus sonhos de riqueza e bons salários caem por terra e seu coração começa a se comover com o que comove o coração de Jesus", ensinou.

Momento de ministração na Conferência Livres 2011

"Deus não me chamou para ser uma estrela, nem uma banda itinerante, Ele me chamou para anunciá-lo", disse Mark que em seguida indagou se todos ali estavam sendo discípulos levando Jesus a outros.

Com o discipulado, o líder do Casting Crowns, ensina aos seus alunos que eles não devem ter um relacionamento com ele, Mark, mas com Deus. "Digo aos meus adolescentes que a Bíblia é o facebook de Deus e se você quer que Ele seja seu amigo, você tem que visitar a página dEle, tem que preservar o seu tempo com Deus a cada dia.

Na coletiva de imprensa, que aconteceu antes do evento, o pastor relatou que no discipulado um a um ele fala de ser honesto com Deus em oração e da oportunidade de orar sem pedir nada. Além disso, os mais velhos vão discipulando os mais novos. "Temos alunos que estão no ensino médio ensinando aqueles que estão no ensino básico. Assim como tenho relacionamento com Jesus, o discipulado leva a relacionamento e cria a oportunidade de ministérios. Meu objetivo não é encher as cadeiras da igreja de estudantes, mas esvaziá-las com eles fazendo a obra de Deus", relata Mark.

Durante a conferência, o Casting Crowns ministrou ao público em dois momentos diferentes e músicas como Does Anybody Hear Her, Who Am I, Lifesong, Slow Fade, Never Let Go, If We Are The Body, Praise You In This Storm, Until the Whole World Hears, If We've Ever Needed You fizeram parte do repertório

A canção Voice of Truth , que ficou conhecida por fazer parte da trilha sonora do filme 'Desafiando Gigantes' não ficou de fora, e Mark Hall contou seu testemunho de superação ao problema de dislexia e déficit de atenção, relacionado ao momento em que compôs a música. O vídeo abaixo mostra o testemunho de Voice of Truth.

Confira o álbum de fotos de Casting Crowns na Conferência Livres 2011

Por Juliana Simioni

veja também