Chá de Mulheres da Reconstrução traz renovação e comunhão

Chá de Mulheres da Reconstrução traz renovação e comunhão

Atualizado: Quinta-feira, 30 Julho de 2009 as 12

Aproximadamente 1,5 mil mulheres aceitaram a Jesus durante o evento, realizado nas regionais da Igreja Renascer Em Cristo no Brasil e em outros países, como Estados Unidos, China, Canadá, Itália e Espanha.

Nem mesmo a chuva e nem o frio foram capazes de desanimar as centenas de mulheres que foram ao Espaço Renascer, em São Paulo, participar da quartaedição do Chá de Mulheres da Reconstrução. Foi um tempo de comunhão e palavra de Deus, com ministração da Bispa Sônia Hernandes e da Pastora Caroline Celico, mulher de Kaká. O evento contou ainda com louvor do Renascer Praise Plus, coquetel, sorteios e leilão de vários produtos, incluindo uma bolsa da grife Dior, doada por Caroline.

Bispa Salete deu início ao Chá com uma palavra do livro de Gênesis 35, que conta a história de Jacó, que foi um grande construtor para Deus. "Precisamos sair desse lugar de conforto e construir para o Senhor. Hoje, Deus muda nosso nome como fez com Jacó. Tudo que fizermos prosperará", declarou Bispa Salete. Já a Pastora Carol, falou sobre o Salmo 23 e a importância de termos domínio próprio. Ela contou sobre o milagre da sua gravidez, uma palavra profética dada pelo Apóstolo Estevam Hernandes. "Eu esperei seis meses para engravidar. Fui a um médico, que disse que eu precisaria fazer um tratamento. Mas a palavra que foi dada por Deus ao Apóstolo se cumpriu. Temos de buscar o favor de Deus em tudo que fizermos", disse.

A Bispa Sonia Hernandes ministrou uma palavra poderosa sobre a Abigail, uma das esposas de Davi, uma mulher sábia que não se relacionou com a má notícia e honrou a seu marido até a sua morte. Ela era casada com Nabal, um homem insensato, de coração duro e maligno.  "Deus não nos deixa sofrer mais do que podemos suportar", explicou a Bispa Sonia.

Muitas mulheres foram contempladas durante os sorteios com tratamentos estéticos, como limpeza de pele e drenagem linfática, cachecóis, chinelos, colchas, bolsas, maquiagens, kit lavabo, entre outros.

Para a Bispa Salete cada Chá de Mulheres tem seu diferencial, seja na ministração ou até mesmo as pessoas que participam. "Mesmo em dia chuvoso, frio, sendo final de férias, há centenas de mulheres aqui. Essa palavra de Abigail, que buscou forças, mesmo quando tudo estava dando errado na sua vida, é uma grande motivação para todas as mulheres que passam por esses problemas", analisa. Ela conta que o objetivo do Chá, além da reconstrução, é reunir mulheres diferentes, de outras denominações ou mesmo ainda não convertidas. E complementa: "É um tempo novo na vida dessas mulheres. Elas vêem para a igreja e percebem que são valorizadas, têm liberdade e podem buscar ajuda em Deus para mudar suas vidas".

O próximo Chá de Mulheres já tem data marcada, será dia 29 de agosto.

veja também