“A ciência transformou o mundo, mas não pode preencher o vazio do coração”, diz cientista

Após falir e passar por depressão, cientista começa a ler um livro sobre milagres e ao final se converte a Cristo.

Fonte: Guiame, com informações de God ReportsAtualizado: terça-feira, 21 de junho de 2022 17:04
Dragos Bratasanu. (Foto: Captura de tela/YouTube CBN The 700 Club)
Dragos Bratasanu. (Foto: Captura de tela/YouTube CBN The 700 Club)

O engenheiro aeroespacial, Dragos Bratasanu, foi destaque na National Geografic por sua pesquisa junto à NASA (Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço).

Mesmo sendo bem sucedido em sua carreira, com doutorado de uma universidade alemã, ele não conseguiu se livrar da depressão após sua startup ter fracassado. 

O cientista teve que voltar para o apartamento de seus pais, sentindo dores terríveis, físicas e emocionais. Ele chegou a dizer que “invejava os mortos de um cemitério local”, ao se referir que queria morrer após a decepção que viveu. 

“A dor era tão intensa que peguei meu travesseiro e clamei a Deus do fundo do meu coração: Se você é real, eu preciso de você agora”, contou em entrevista à CBN News.

Sobre suas crenças

Dragos nasceu e cresceu na Romênia. Ele conta que se desligou da religião por não acreditar que curvar-se às estátuas, acender velas e acreditar num padre o levaria até o céu.

Em vez de buscar a verdade religiosa, ele buscou a verdade científica. Excelente em seus estudos, o jovem teve a chance de estudar na Alemanha, onde obteve seu doutorado em ciência espacial. 

Ele trabalhou com a Agência Espacial Romena, depois teve a chance de trabalhar com a NASA e foi elogiado em um artigo da National Geographic. No topo da carreira, porém, ele faliu e disse que se sentiu humilhado por não poder pagar as próprias contas.

Cristianismo como última opção

Quando Dragos considerou embarcar em uma busca espiritual, o cristianismo foi sua última opção. Ele estudou budismo, hinduísmo, islamismo, entre outras religiões. 

Ele chegou a viajar para o Himalaia para estudar com os mais renomados monges budistas. Conforme ele relata, tudo parecia oferecer bons princípios, mas nada havia tocado a sua alma.

Durante uma viagem ao Havaí, um amigo recomendou que ele lesse um livro de Katheryn Kuhlman, uma pregadora norte-americana que relatava milagres que ela vivenciou em suas missões pela América.

Como um bom cientista, ele não rejeitou as alegações de cura. Ele sabia que o papel da ciência se limitava a observar dados. Mas o número de milagres atestados era impressionante.

“Você não pode negar as evidências”

Você simplesmente não pode negar as evidências. Eu li que as piores e mais horríveis doenças foram curadas. E entendo que o papel da ciência não é definir o que é possível e o que não é possível, ou dizer o que podemos ou não fazer. O papel da ciência nada mais é do que observar, explicar e entender. É isso”, ele resumiu. 

Ao final do livro, Dragos se deparou com um convite para se render a Deus e receber a salvação através de Cristo.

“O sentimento de amor era avassalador, poderoso e muito profundo. Eu estava na cozinha e me segurei numa bancada para não cair no chão, de tão dominado que eu estava pela presença de Deus”, testemunhou. 

Sobre a Ciência e a Fé

“A ciência e a tecnologia transformaram nosso mundo de maneiras belas e surpreendentes, mas não são suficientes para preencher o vazio em nosso coração”, disse o cientista.

“Precisamos sentir o fluir do Espírito de Deus dentro de nós para termos uma vida significativa e com propósito. Dessa forma, poderemos cumprir nossa missão neste mundo”, continuou. 

“Quando você vai até Jesus com o coração aberto, não à igreja, não à religião, mas para uma dimensão mais profunda, sentindo o amor e o poder de Deus, então o céu se abre”, ele definiu.

Quando você abre o seu coração para o Espírito Santo, você abre seu coração para Jesus”, resumiu Dragos que, atualmente, segue o cristianismo e foi batizado numa igreja local. 


Dragos no momento de seu batismo. (Foto: Captura de tela/YouTube CBN The 700 Club)

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições