Coluna - Fabricia Silva

Coluna - Fabricia Silva

Atualizado: Quinta-feira, 4 Dezembro de 2008 as 12

"Temos porém esse tesouro em vaso de barro para que a excelência do poder seja de Deus e não nossa." II Co.4:7 

Neste versículo, Paulo toca num dos quesitos mais importantes na vida do cristão: a humildade. O cristão deve ser um vaso de barro para que os tesouros de Jesus, que estão guardados em nossos corações, destaquem-se e sejam reconhecidos como bênçãos vindas de Deus. Como disse o apóstolo João, "convém que Ele cresça e eu diminua" (João 3.30). 

O maior vilão da Obra do Senhor somos nós mesmos. Todo crente corre o risco de se deixar levar por esses sentimentos ruins e, infelizmente, os artistas cristãos têm uma forte tendência a esse mau comportamento. Daí, o trabalho, que seria para honra e glória do Senhor, perde todo seu foco e torna-se sem sentido.  

Um artista cristão, ao contrário de um artista secular, trabalha para mostrar as boas novas de Cristo ao mundo. Não almejamos nem fama, nem ouro e nem prata, mas sim que a Glória do Senhor se estabeleça em todas as nações. 

Não é uma tarefa fácil controlar o próprio ego, mas deixo três dicas que podem auxiliar neste trabalho: 

1) Faça diariamente uma auto-avaliação sobre os próprios atos e pensamentos - O policiamento constante de nossas atitudes ajuda-nos a controlar os nossos sentimentos. Para isso é importante sermos sinceros e capazes de assumir nossos erros e falhas. 

2) A prática do jejum, da leitura bíblica e da oração - Essas três ferramentas são muito importantes na formação de qualquer cristão. A consagração diária nos torna mais serenos diante das situações e dá liberdade para Deus moldar o nosso íntimo. Quando estamos próximos do Pai nos fortalecemos e nossos ouvidos ficam atentos à voz de orientação do Senhor, o que dificulta as ações do inimigo em nossas vidas. 

3) "Proatividade" na obra do Senhor - Lembremos sempre que somos servos dos servos, ou seja, servimos a Deus, a igreja e seus departamentos. E como servos dos servos, estamos à disposição da igreja seja para ministrar um lindo louvor como para limpar o templo, seja para fazer uma abençoada apresentação teatral como para lavar pratos. 

Agindo desta forma seremos exemplo não só dentro, mas também fora da igreja. E, onde quer que pisemos, as pessoas verão Cristo em nós. 

Fabricia Silva é bacharel em publicidade e propaganda, arte-educadora e atriz cristã.

veja também