Coluna Marcelo José Seião - Milionários, Mercenários ou Missionários?

Coluna Marcelo José Seião - Milionários, Mercenários ou Missionários?

Atualizado: Quarta-feira, 13 Fevereiro de 2008 as 12

No período Pós-Apostólico, os cristãos se reuniam em casas e cavernas. Buscavam ter uma vida santa, simples, moderada e constante na ceara do Senhor. Liam as "Memórias dos Apóstolos ou os Profetas", jejuavam, oravam, enchiam-se do Espírito Santo, importavam-se uns com os outros.

Mais tarde, com o avanço do Evangelho, construíram catedrais que apontavam para os altos céus, lugar da habitação do Todo-Poderoso. Nesse tempo, alguns ainda esperavam firmes nas palavras de Jesus: "Eis que cedo venho". Outros se perderam ante o poder terreno.

Na Modernidade, porém, as antigas catedrais perderam o seu propósito e foram transformadas em luxuosos palácios revestidos de mármore israelense, apontando para o mundo perecível e findável.

Durante a Pós-Modernidade, apóstolos de Deus transfiguraram-se em enviados de Mamom. Deixaram o mundo - "a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida" - adentrar suas mentes e inventaram um deus sem ira, que trouxe homens sem pecado, a um reino sem julgamento, através das ministrações de um Cristo sem cruz.

Como podemos ver, sempre houve quem aderisse ao evangelho sem "negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me". Conseqüentemente, nunca houve tantas campanhas de oração e jejum feitas por algumas igrejas para conseguir dinheiro, poder e posição.

A Igreja se enche cada vez mais de ganância e não quer mudar o mundo, quer se adequar a ele. Desistiu de ser missionária, quer ser milionária e mercenária.

Todavia, guardemos bem estas palavras: "tende em vós aquele sentimento que houve também em Cristo Jesus" e "não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus".

Que Deus nos abençoe!

Marcelo José Seião é licenciado em Letras e está mestrando em Teologia e História pela Faculdade Teológica Batista de São Paulo. Fez treinamento missionário na agência Jovens Com Uma Missão - JOCUM. Petropolitano, é casado com Tatiana Moura e  atua em Minas Gerais como conselheiro de jovens, professor da Escola Bíblica Dominical e pregador convidado.

  Contato: [email protected]  

veja também