Comissão de Seguridade Social e Família discute resolução que impede os psicólogos de tentar curar a homossexualidade

Silas Malafaia é desrespeitado em audiência pública

Atualizado: Quarta-feira, 28 Novembro de 2012 as 8:40

A Audiência Pública para discutir o Projeto de Decreto Legislativo 234/2011 proposto pelo deputado João Campos (PSDB-GO) aconteceu na última terça-feira (27) em Brasília. Apelidado de “projeto da cura gay”, o projeto de lei quer suspender a Resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que falam sobre a relação do profissional de psicologia em prestar atendimento quanto à orientação sexual de seus pacientes.

Entre os participantes do debate estavam o pastor Silas Malafaia, Humberto Cota Verona, presidente do CFP; Marisa Lobo, psicóloga com especialização em psicologia da sexualidade; e Toni Reis, presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais e o pastor Abner Ferreira, presidente das Assembleias de Deus do Ministério do Campo de Madureira, e presidente do Conselho dos Ministros Evangélicos do Brasil (CIMEB).

Durante seu discurso na audiência o pastor Silas Malafaia foi desrespeitado e interrompidos diversas vezes por ativistas gays, que chegaram até a estender uma faixa com o nome do pastor acompanhado de um símbolo nazista. 

 

veja também