Comunidade cristã paquistanesa faz protesto contra leis de blasfêmia

Comunidade cristã paquistanesa faz protesto contra leis de blasfêmia

Atualizado: Terça-feira, 5 Julho de 2011 as 2:01

Neste fim de semana, em Londres, um protesto foi realizado por cristãos, autoridades religiosas paquistanesas na Grã-Bretanha, e até mesmo por Martin Stern, um sobrevivente do Holocausto judeu e ex-estudante de medicina na Universidade de Peshawar.

A manifestação foi organizada pela Associação Cristã de britânicos paquistaneses para coincidir com o aniversário de um ano da prisão de Rashid e Sajid Emmanuel, dois pastores que, após serem absolvidos da acusação de blasfêmia em um tribunal de Faisalabad, foram mortos a tiros.

As leis de blasfêmia são responsáveis por grande parte da perseguição contra os cristãos no país.

Grupos de direitos humanos dizem que as leis de blasfêmia são freqüentemente mal utilizadas por extremistas, através de falsas acusações contra os cristãos, a fim de acertar contas pessoais, confiscar propriedades ou negócios com eles.

Um culto de adoração foi realizado antes de uma marcha de protesto da Alta Comissão do Paquistão em Knightsbridge.

Petições pedindo a pressão sobre o Paquistão para rever a sua legislação deverão ser entregues.

A marcha foi apoiada pelo Fórum Sul da Ásia. Seu coordenador nacional, Manoj Raithatha, disse: "Acreditamos que este protesto é uma oportunidade para promover o respeito às minorias religiosas e para destacar o desempenho pobre do Paquistão em cumprir os direitos humanos".

veja também