Comunidade terapêutica comemora aniversário com culto de gratidão

Comunidade terapêutica comemora aniversário com culto de gratidão

Atualizado: Quarta-feira, 15 Dezembro de 2010 as 4:51

A Comunidade Terapêutica (CT) Élcia Barreto Soares, em Campos dos Goytacazes (RJ), celebrou, no dia 3 de dezembro, seu primeiro aniversário com culto de gratidão a Deus. A programação contou com a presença de mais de 300 pessoas, entre líderes, irmãos, parceiros e familiares das mulheres assistidas pela instituição. Durante a programação, quatro internas agradeceram aos batistas pela visão que permitiu a abertura de uma casa voltada a mulheres dependentes químicas. Uma delas, recebendo naquele dia a visita de sua família, expressou o desejo de recomeçar sua vida: "Meu sonho é reconstruir minha família, meu lar e cuidar carinhosamente dos meus filhos".

O pastor da 3ª Igreja Batista de Cabo Frio, Tércio Resende de Paula, foi o orador oficial da festividade. Em sua mensagem ele desafiou as igrejas a apoiarem a comunidade terapêutica a fim de “que outras casas sejam abertas para apoiar outras vidas". Ana Paula Speck, membro da  3ª IB de Cabo Frio, foi apoiada por essa obra. Sua irmã, que se encontrava destruída pelas drogas, foi encaminhada à CT Élcia Barreto Soares, onde recebe tratamento específico. Na programação, ela testemunhou que sempre contribuiu com Missões e não pensava que um dia seria ajudada pela Junta de Missões Nacionais. Sua igreja, através do pastor apoiou e intermediou o envio de sua irmã à CT. Registrou a gratidão e desafiou os batistas brasileiros a apoiarem essa obra, para que mais mulheres tenham a oportunidade que sua irmã está tendo.

A gerente executiva de Ação Social da JMM, Alice Carolina B. Cirino, foi à CT para prestigiar este grande momento. Ela relata o que sentiu ao ver a obra de Deus naquele lugar: “O que ali vi, ao chegar, encheu meu coração de alegria. As residentes cuidavam da alimentação, da limpeza e da organização da quadra onde se realizaria o culto. Em cada rosto, um sorriso, olhos brilhando. Todas expressando a alegria por estarem ali aguardando com ansiedade o momento da celebração do aniversário da CT. Era visível o carinho que expressavam, mostrando os seus quartos, suas camas, seu armário, o banheiro, os trabalhos de artesanato que fizeram. Outras na cozinha preparando o almoço".

Ana Carolina, que veio da cracolândia paulista para ser tratada na CT Élcia Barreto Soares, agradece pela oportunidade de libertação que os batistas criaram a muitas mulheres. “Quero agradecer primeiramente a Deus por ter transformado a minha vida. Essa comunidade é uma benção, pois aqui aprendemos valores, a conhecer a Palavra de Deus, responsabilidades... Quando sairmos e voltarmos para a sociedade, estaremos prontas de mente, alma e coração. Agradeço aos batistas e a Missões por tudo que têm feito por nós, por acreditarem nessa obra".

veja também