Concílio de anciãos enfatiza reavivamento e discipulado

Concílio de anciãos enfatiza reavivamento e discipulado

Atualizado: Terça-feira, 29 Março de 2011 as 9:46

Um ancião na Igreja Adventista do Sétimo Dia é alguém que lidera e aconselha a igreja na ausência do pastor, ou seja, é o “braço do direito” do ministro e a “força motora” que impulsiona as atividades da igreja local. Por isso, no último sábado, 20 de março, cerca de 400 pessoas entre anciãos, diretores de grupo e convidados participaram de um concílio, no Centro de Eventos Pantanal, em Cuiabá.

Conforme explica o pastor Charlles Britis, líder geral dos adventistas em Mato Grosso, o evento teve como objetivos estimular o reavivamento e reforma, através do incentivo de uma vida espiritual mais profunda, e fortalecer a visão de uma igreja que cresce de maneira saudável. “Isso se dá especificamente através do discipulado e do cuidado com os novos membros. Por isso, esse foi o foco do concílio”, salienta Britis.

A abertura do encontro ficou por conta do pastor Helder Roger, líder geral dos adventistas para a região centro oeste brasileira, que abordou a importância do discipulado. “Queremos não apenas batizar, mas fazer discípulos e aquele que produz frutos é um”, disse.

Também foi abordado sobre a realidade espiritual da juventude adventista. Tadeu Silva, sociólogo e ancião da Igreja Central de Brasília, apresentou os resultados de uma pesquisa realizada com um pouco de 25 mil jovens adventistas brasileiros. Segundo ele, o objetivo da amostragem da pesquisa era saber o que os jovens cristãos de 14 a 30 anos pensam e fazem. “Os resultados apontaram um alto grau de justiça própria e atitudes baseadas no coletivismo e comportamentalismo”, assinala.

Conforme explica o sociólogo, quando perguntados por que agem de forma que sabem ser errado, os jovens responderam que fazem porque querem. Assim, ele enfatizou as responsabilidades dos anciãos que convivem na igreja local no sentido de perceber as necessidades da juventude e acolher aqueles que pecam. “Não podemos ser um exército que mata seus próprios feridos”, pondera.

Tadeu Silva esclareceu ainda que os jovens atuais são crianças que a igreja ensinou no passado. Por isso, segundo ele, a única forma de tocar o coração dos jovens e adolescentes é ensiná-los a rejeitar o mundo. “Precisamos ensinar a não adaptação ao mundo e só rejeita o mundo quem ama a Jesus”, lembra.

Israel Evaristo, ancião da Igreja Central de Rondonópolis, afirma que ficou surpreso com a pesquisa, principalmente com o fato de saber que 90% dos jovens entrevistados ouvem música mundana. Ele é pai de três filhas (jovens de 19, 22 e 26 anos) e sugere que uma das soluções para reverter esta estatística da pesquisa é envolver os jovens na música da igreja. “Fiz isso com minhas filhas e deu certo”, destaca.

Para encerrar a programação da manhã, o pastor Britis pregou sobre reavivamento e reforma, ressaltando que este precisa começar em cada pessoa individualmente.

No período da tarde, o pastor Roger realizou um seminário em que fez aplicações da pesquisa realizada por Silva. Ele analisou a pesquisa e apontou ideias para melhorar os pontos fracos (debilidades) das igrejas, com a participação dos anciãos presentes através de sugestões dos grupos. Foram traçados planos de visitação, no sentido de estimular o cuidado com os novos membros da igreja.

Para José Aparecido de Lima, diretor do grupo São Lourenço de Campo Verde, o encontro contribuiu porque o ajudou a perceber que o maior desafio é estimular os membros a permanecerem em Cristo. “Agora é preciso sentar com os outros líderes e mudar paradigmas, vislumbrar novos horizontes a fim de convencer outras pessoas sobre a verdade do evangelho”, salienta.

No encerramento do programa foi dada ênfase nos projetos de 2011 como o Família por Famílias, Semana Santa nos lares (nos Pequenos Grupos), Dia dos Amigos da Esperança (16 de abril), distribuição do livro missionário “Ainda Existe Esperança” e ainda foi lançado o desafio do plantio de novas igrejas em todo o território mato-grossense.

Os anciãos e diretores de grupo também receberam de presente o DVD Vida e Louvor, produzido pelo Instituto Adventista Brasil Central (IABC), a fim de que eles conheçam e incentivem os jovens a estudarem no colégio e o DVD Paz Real que tem como objetivo evangelizar as pessoas da classe média alta.

veja também