Concílio de pastores adventistas enfatiza espiritualidade e unidade

Concílio de pastores adventistas enfatiza espiritualidade e unidade

Atualizado: Terça-feira, 8 Fevereiro de 2011 as 9:21

“Os pastores também precisam ser alimentados espiritualmente, pois têm suas dificuldades e tentações. Não são super-homens”. Essas foram as palavras do pastor Areli Barbosa, líder dos jovens Adventistas da América do Sul, durante o Concílio Ministerial da Igreja Adventista na região do Mato-Grossense, que aconteceu entre os dias 01 e 03 de fevereiro. O encontro reuniu cerca de 60 pastores no Hotel Hit’s Pantanal, em Várzea Grande, Mato Grosso.

Segundo o pastor Charlles Britis, líder geral dos adventistas em Mato Grosso, o evento teve dois objetivos: a busca de uma renovada vida espiritual e o fortalecimento da visão de uma igreja em crescimento de forma integral e saudável. Britis explica que isso pode ser alcançado através do discipulado e dos pequenos grupos.

Durante o encontro, foi destacado o projeto “Amigos da Esperança” da Igreja Adventista que vai movimentar toda a América do Sul, neste ano.  No dia 16 de abril, dia dos Amigos da Esperança, cada adventista levará um amigo à igreja. Como em Mato Grosso a Igreja Adventista tem 25 mil membros, esse número dobraria. “Durante o Concílio Ministerial, a ideia de ter 50 mil pessoas em nossas igrejas foi tomando forma”, afirma Britis.

Outro plano apresentado durante o Concílio Pastoral foi o sonho de realizar a Semana Santa nos Pequenos Grupos. Assim, haverá 2.500 centros de esperança no estado.

Ainda foram estabelecidas metas para o plantio de 120 novas igrejas até 2016. Para que isso se torne realidade, a ideia é implantar uma nova congregação em cada distrito pastoral no ano de 2011.

Nova sede administrativa

Dando sequência à programação do Concílio, na última quarta-feira, 02, a Associação Mato-Grossense (AMT) vivenciou um momento solene. Ocorreu o lançamento da pedra fundamental da nova sede administrativa da AMT. O terreno possui 14 mil m2 e se localiza no Jardim Aclimação, na capital mato-grossense.

O pastor Helder Roger, líder da igreja na região centro oeste, salienta que a construção da nova sede administrativa demonstra o crescimento da igreja no estado. “O empreendimento demonstra que a igreja avança e precisa se adaptar para melhor atender aos membros”, lembra.

Por Ellen Ribeiro

veja também