Conferência teve o objetivo de refletir sobre o que a Bíblia diz em relação à liderança masculina e o papel das mulheres na comunidade

Pastores querem entender o que a Bíblia diz sobre feminismo

Atualizado: Terça-feira, 7 Fevereiro de 2012 as 9:46

Uma conferência de pastores nos Estados Unidos, organizada pelo ministério americano Desiring God, ou Desejos de Deus na tradução livre ao português, na primeira semana de fevereiro, teve o objetivo de refletir sobre o que a Bíblia diz em relação à liderança masculina e o papel das mulheres na comunidade.

Na quarta-feira, o evangelista John Piper e outros oradores convidados da conferência abordaram a questão: "Qual é a feminilidade bíblica?" Piper tinha declarado um dia antes que a intenção de Deus para o cristianismo é para ele ter uma "sensação masculina".
O que é visto pela sociedade como tradicionais atributos masculinos e femininos são "conceitos culturais, não da Bíblia", disse o palestrante Darrin Patrick, pastor do estado de Missouri. "Então, nós adotamos estes costumes e espalhamos como de homem e de mulher".
"Eu acho que há uma distorção na interpretação de masculinidade e feminilidade. Nós temos que deixar a Bíblia nos informar e não apenas indícios culturais e pistas", disse Patrick, que no dia anterior falou sobre o tema "Ser Homens e Construção para a Missão local".
Piper disse anteriormente durante a conferência que a Igreja funciona melhor quando lideradas por homens. Durante a sessão de terça-feira, ele disse que a Bíblia o leva a concluir que "Deus conferiu ao cristianismo uma sensação masculina. E sendo Deus, um Deus de amor, Ele fez isso para o nosso máximo florescimento".
Durante o debate, ele disse em resposta à pergunta sobre a feminilidade bíblica, se referindo à sua declaração sobre a "sensação masculina": "Se for feito direito, essa sensação masculina cria um espaço. É grande. É espaçoso. É pacífica. É só plena e radiante com todas as coisas boas da vida, e as mulheres que florescem neste espaço, terão essa sensação".

"Todos os dons [dada por Deus aos homens e mulheres] vão florescer nesse espaço", continuou ele. "À medida que navega nessa comunidade haverá sentimento feminino em todo o lugar."
O fundador do ministério Desiring God, em seguida, destacou o assunto sobre características semelhantes entre homens e mulheres.
"Em uma comunidade onde há um sincero, humilde e forte sentimento masculino, os homens são livres para serem adequadamente femininos e as mulheres são livres para serem adequadamente masculinas", explicou. "Em outras palavras, quando você olhar para qualquer ser humano, os mais atraentes, interessantes, cativantes seres humanos não são só masculinos ou só femininos".
Pastor Doug Wilson, da Igreja em Cristo de Moscow, disse durante o debate que uma das virtudes que as mulheres têm é a de ser uma companheira.
Wilson disse que depois de Deus ter criado todas as coisas e antes de criar o homem Ele disse: "Isso é bom", mas quando ele criou o homem Ele disse que um homem solitário, sozinho, "não é bom."
"Então, homem sem a companheira adequada significa que ele é sozinho e insuficiente", explicou Wilson.
Crawford Loritts, pastor sênior da Fellowship Bible Church, na cidade americana de Roswell, Georgia, disse que alguns dos mal entendidos sobre os papéis entre os sexos quando se trata de cristianismo é o resultado de as pessoas não obterem uma imagem clara da Bíblia.
"Eu realmente acho que às vezes a gênese do conflito surge de uma ignorância deliberada na aceitação da verdade e da nossa insegurança", disse Loritts. "A fundação é para pregar a verdade transcendental sobre quem somos e parar de recrutar para nossas inseguranças, aceitando quem somos em Cristo. Então você pode ser adequadamente homem ou mulher".
A conferência foi realizada no Centro de Convenções de Minneapolism e teve como tema "Deus e Ministério - Homens de construção para o Corpo de Cristo", e terminou com Piper e Wilson falando sobre suas declarações de missão e pontos de vista teológicos.

veja também