Congresso do Peru decide que ensino religioso deixa de ser obrigatório

Congresso do Peru decide que ensino religioso deixa de ser obrigatório

Atualizado: Sexta-feira, 15 Julho de 2011 as 12:15

O Congresso Nacional do Peru aprovou ontem (13) alteração na lei que instituiu a obrigatoriedade do ensino religioso nas escolas públicas e privadas. Houve 18 votos a favor, dois contra e uma abstenção.

A partir de agora, os pais podem solicitar que seus filhos sejam dispensados dessas aulas "por motivos de consciência ou em razão de convicções religiosas".

Também foi aprovado que as escolas de todos os níveis não mais poderão definir um currículo baseado em "valores ou princípios religiosos".

O Peru tem 29 milhões de habitantes e historicamente sempre esteve ligado à Igreja Católica. Tanto que os sacerdotes recebem uma remuneração do Estado.

A decisão do Congresso, portanto, significa grande avanço do secularismo no país.

veja também