Consagração dos evangelistas no bairro do Brás, em São Paulo

Consagração dos evangelistas no bairro do Brás, em São Paulo

Atualizado: Terça-feira, 26 Outubro de 2010 as 9:38

O grupo de Evangelização da Igreja Universal do Reino de Deus existe para ir ao encontro dos aflitos e necessitados que  vivem longe da presença de Deus, em asilos, hospitais, comunidades carentes e presídios. Seja onde for que tenha alguém sofrendo e precisando de uma palavra de fé, lá estarão os voluntários do grupo, prontos para estender a mão e interceder a Deus por cada vida.

Para fortalecer espiritualmente, ainda mais, cada voluntário que se dedica ao próximo, recentemente, o bispo Guaracy Santos, responsável pelo trabalho evangelístico do bairro do Brás, realizou uma cerimônia para mais de 800 pessoas, no templo principal da Avenida Celso Garcia, onde consagrou mais de 400 evangelistas com o óleo santo da unção.  Durante o encontro, o bispo enfatizou a importância de se preocupar com os aflitos, citando o versículo bíblico que diz: “Bem-aventurado o que acode ao necessitado; o Senhor o livra no dia do mal.” (Salmos 41:1)

De acordo com o responsável pelo trabalho de evangelização no estado de São Paulo, pastor João Félix, a consagração representou a aprovação de cada voluntário para uma nova etapa de luta pelas almas perdidas, pois receberam uma unção divina maior para combater o mal. “Muitas pessoas anunciam coisas ruins, más noticias. Os evangelistas levam as boas novas da salvação para quem está sofrendo e essa consagração, com certeza, proporcionará a eles uma unção maior para realizar essa grande obra em favor do próximo”, declara.

O empresário, Ezequiel Camilo Ferreira, de 52 anos (foto ao lado), foi um dos evangelistas que recebeu a consagração. Ele, hoje, é um voluntário ativo no grupo e procura levar a Palavra de Deus para muitas pessoas que se encontram vivendo momentos de aflição. Mas, nem sempre foi assim. Ezequiel tinha um casamento feliz de 17 anos, uma vida financeiramente estruturada, era bem sucedido financeiramente até que, sem nenhuma explicação, foi perdendo clientes, vendeu equipamentos para pagar as contas, acumulou dívidas no valor de 60 mil reais e acabou fechando a empresa. Diante dessa situação, ele entrou em depressão e teve problemas de saúde. Além disso, a crise financeira afetou o casamento dele, a ponto de ter que se separar da esposa e até pensar que a morte seria a solução para o sofrimento que vivia. “Eu era cobrado por agiotas todos os dias, uma humilhação muito grande”, diz.

Um dia, ao sair de uma consulta médica, ele foi abordado pelo grupo de evangelização da Igreja. Em total desespero, Ezequiel aceitou o convite e começou a participar das reuniões da Igreja Universal. Fazendo as correntes de oração, ele recuperou a auto-estima, colocou a fé em prática e, aos poucos, pagou as dívidas. Ele também conquistou a empresa de volta, abriu um estúdio fotográfico e, atualmente, emprega 26 pessoas. Sentimentalmente está realizado, pois conheceu uma pessoa que o faz feliz.

Por esse motivo, Ezequiel se dedica arduamente ao trabalho de evangelização no grupo, pois da mesma forma que teve a vida transformada por Deus, após um convite que recebeu de um evangelista, ele também faz questão de ajudar quem, hoje, se encontra na situação que um dia ele se encontrava. “Quando nós ajudamos quem precisa e logo vemos a vida dela transformada pelo Poder de Deus, não tem preço”, finaliza.  

veja também