Consagração

Consagração

Atualizado: Quarta-feira, 13 Outubro de 2010 as 4:17

Deus criou o homem com o propósito de que vivesse para Ele e não para si mesmo. Romanos 11.36 diz: "dEle, e por meio dEle, e para ele são todas as coisas ".

A desobediência levou toda a raça humana ao mais completo distanciamento do Criador.

É fácil ver que a maioria das pessoas não busca afinidade com o Pai, não tem interesse em conhecê-Lo melhor nem em obedecer as Suas orientações. Percebe-se que é mais fácil criarmos estruturas, religiões, sistemas filosóficos e outros apêndices. O caminho que exige abrir mão de si mesmo e entregar-se ao Senhor dos senhores é espinhoso, estreito, difícil de ser adotado. Na linguagem dos profetas, e repetida por Jesus Cristo, a multidão anda desviada, como ovelhas desgarradas, que não têm pastor. Perdida!

Esse mal está na raiz da natureza humana. Só há um meio de desfazê-lo: um retorno, um verdadeiro arrependimento, a consagração pessoal e voluntária da vida ao Criador. A Bíblia nos ensina como fazer isso. Independentemente do estilo de vida que mais me atrai, ou da igreja local que escolho para me filiar, ou da posição teológica que defendo, Jesus diz que devo consagrar minha vida ao Pai celestial, assim como Ele consagrou a Sua própria. Jesus Se dedicou ao Pai, sem reservas.

Vale ressaltar que antes de dedicar-Se ao ministério ou às pessoas Jesus Se consagrou ao Pai. O que Ele falava ou fazia era resultado do Seu relacionamento com o Pai e não, primeiramente, de Seu compromisso com os homens. Se para atender a alguém Ele tivesse que desagradar ao Pai, a resposta era sempre “não”. Ele não cedeu às tentações, não retrocedeu diante das ameaças, não se esquivou da morte sacrificial.

Recriados em Cristo, por meio da cruz, e adotados na família de Deus, devemos permitir que o Espírito de Jesus Cristo domine as áreas de nossa vida até ao ponto que não vivamos mais para nós mesmos e, sim, para Pai que nos criou.

Quando a vida não é consagrada a Deus ficam prejudicados a certeza da salvação pessoal em Cristo, a fé, o compromisso com os valores eternos, a paz, a alegria do Espírito Santo e tudo o mais que só alcançamos por meio de um relacionamento efetivo e de exclusividade com Senhor. Todavia, ao contrário, quando damos a Deus o direito de ser o nosso Senhor, todas as bênçãos e privilégios do Reino dominam o nosso ser e as nossas ações.  

Portanto, quem consagra, ou dedica, a sua vida a Deus, além de agradá-Lo no propósito da criação, tem vida abundante, aqui na Terra.  Enquanto desejo que você seja abençoado no ano de 2010, oro na esperança de que este ano seja abençoado por nossas vidas dispostas no altar da consagração Àquele que nos sustentou em 2009.

Pastor Jonas Neves

Jonas Neves   nasceu em Rolândia - PR, em 07 de outubro de 1953. Nascido em lar evangélico, entregou sua vida a Cristo aos sete anos de idade. Em 1973 foi para Belo Horizonte, onde, em 1977 graduou-se bacharel em Teologia pelo STEB-FATEBAN - Faculdade Teológica Batista Nacional. Por cinco anos foi seminarista da Igreja Batista da Lagoinha e dentre outras realizações fundou a Igreja Batista Getsêmani de Belo Horizonte - MG, a qual pastoreou por 4 anos.

Depois disso aceitou o convite da Igreja Batista da Lagoinha, Belo Horizonte - MG, e esta serviu por 15 anos como pastor. No Final de 1999 o Pr. Jonas Neves de Souza assumiu o pastorado da Igreja Batista do Povo, São Paulo - SP. É casado com Solange e tem cinco filhos: Aline, Ádila, Anny, Iva e Alisson. Tem cinco netos. Em 1981 a Convenção Batista Nacional, CBN, o elegeu Secretario Executivo da Aliança Batista Missionária da Amazônia. Transferiu-se para Belém - PA com toda sua família. Até 1985 exerceu um ministério com muito sucesso. Estabeleceu igrejas, assentou missionários, implantou a estrutura da CBN, desde Rondônia até Piauí.

veja também