Conselho Mundial de Igrejas condena ataque a cristãos no Iraque

Conselho Mundial de Igrejas condena ataque a cristãos no Iraque

Atualizado: Quarta-feira, 3 Novembro de 2010 as 8:39

O Conselho Mundial de Igrejas (CMI) condenou energicamente nesta segunda-feira o ataque da Al-Qaeda a uma igreja de Bagdá, que matou dezenas de fiéis.

O Conselho Mundial de Igrejas denunciou de "um ato criminal de terror" e conclamou as autoridades iraquianas a julgar os culpados.

"O Conselho Mundial de Igrejas condena com firmeza o ataque de domingo à igreja Sayidat al-Najat (Nossa Senhora do Perpétuo Socorro) de Bagdá, e expressa sua profunda simpatia e solidaridade aos que perderam seus seres queridos", declarou o secretário-geral da organização, Olav Fykse Tveit, citado em comunicado.

Segundo o secretário, os membros do Conselho estão "profundamente preocupados com o sofrimento permanente dos cristãos do Iraque", que já foram alvo de outros atentados no passado.

"Todos os envolvidos devem ser levados ante a justiça, com as autoridades do governo assumindo sua responsabilidade no momento de garantir a segurança de todos os cidadãos, em particular a dos que estão em situação vulnerável", acrescentou. Domingo à tarde, missa numa igreja de Bagdá terminou em banho de sangue, quando um grupo da Al-Qaeda penetrou na catedral siríaca católica, matando 46 fiéis. Sete policiais e cinco insurgentes morreram no ataque que se seguiu.

veja também