Construa o barco antes da chuva

Construa o barco antes da chuva

Atualizado: Quarta-feira, 19 Outubro de 2011 as 11:24

Aqui em Belo Horizonte o primeiro pé d’água da temporada chegou “de com força” como diz o mineiro… Depois de meses sem chuva, é óbvio que a alegria do reencontro foi grande; A celebração, entretanto, durou pouco pois um “apagão” deixou a cidade sem luz, prenunciando, como um mal agouro, a crônica funesta de todos os anos. Pensei: Se a rede caiu com esse pequeno ensaio, o que acontecerá quando o “show” começar pra valer?

A bela Friburgo, que mal se recobrou do golpe da catástrofe de memória recente já aparecia no noticiário mostrando regiões do centro completamente alagadas. De novo não! Um “especialista” apontava uma das razões das inundações, que se traduz como uma das características do povo dessa terra: Bueiros entupidos. Tanto na cidade como na alma, “bueiros entupidos” são sinônimo de problema! Se deixarmos o “lixo” acumular, seja ele físico ou emocional, estaremos vulneráveis e o sinal dessa vulnerabilidade será conhecido no primeiro temporal.

A negligência no preparo, não importa a área, é erro grave. Alguém já disse que falhar em preparar-se é preparar-se para falhar! Pouco adianta tentar resolver a crise no meio da crise! Ou voce se prepara para os dias maus ou lamenta nos dias maus! A maioria das pessoas, quando atingidas pelo turbilhão,  se desgasta triste e pateticamente tentando gerenciar o caos. Ninguém pode se preparar para a tempestade na tempestade. Obras emergenciais são puramente paliativas. Não resolvem o problema. Revelam displicência.

Se voce está passando por uma fase de turbulência e reconhece que não se preparou, tenha a humildade de reconhecer, confessando a Deus sua falta. O Eterno, que é misericordioso, há de te dar forças para passar pela crise. Corra para o altar, lugar de renovo e esperança. Se por outro lado voce está vivendo um momento tranquilo, não cometa o erro de relaxar tanto a ponto de descuidar-se. Não cometa o erro proverbial dos Jebuseus quando souberam que Davi fazia planos para tomar Jerusalém (II sm 5.6). Não subestime o adversário, cheque suas defesas, observe o inimigo e seus movimentos, tome providências, lembrando que a palavra providencia, do latim providere, significa, literalmente, “ver a uma distância”, com antecedência!

O velho e bom Noé nos apresenta ótimas lições com respeito ao assunto aqui tratado. Construiu o barco antes que a chuva chegasse, foi criterioso, seguindo minuciosamente o plano de construção da sua arca, não deu ouvidos aos críticos e possíveis zombadores, tomou precauções antes da prova e por fim sobreviveu ao grande cataclisma, ao passo que aqueles que não se prepararam foram tragados pela voragem das águas. E voce? Está preparado? Esta se preparando?

Por Luiz Leite

veja também