Coragem foi o tema do 2º Congresso do Centro Universitário

Coragem foi o tema do 2º Congresso do Centro Universitário

Atualizado: Segunda-feira, 23 Agosto de 2010 as 10:21

Na tarde de sábado, dia 21, na zona sul da capital paulista, o Centro Universitário IURD, em parceria com a Rede Record de televisão e o Instituto Ressoar, promoveram o 2º Congresso Universitário, com o tema: "Coragem Para Alcançar Seus Sonhos".

O evento foi conduzido pelo jornalista Reinaldo Gottino e teve como palestrantes o juiz federal William Douglas - autor do Best-Seller "Como Passar em Provas e Concursos", além do presidente da Rede Record, Alexandre Raposo, que contou com a ajuda de Marco Camargo, jurado do programa Ídolos e diretor musical da emissora.

Logo no início, ao falar do tema principal do encontro, Gottino citou o exemplo de Abraham Lincoln, que acumulou inúmeros fracassos. "Ele foi à falência várias vezes; tentou se eleger governador e senador, sem sucesso. Em outra ocasião, quis ser vice-presidente mas não aceitaram sua candidatura. Tinha tudo para dar errado, mas, aos 52 anos, foi eleito presidente dos Estados Unidos, sendo considerado até hoje o maior estadista da história daquele país, por ter tido coragem de aprender com seus erros e dificuldades", ressaltou.

Em seguida, o presidente da Record foi convidado a falar sobre sua experiência à frente da emissora, hoje, a segunda rede de tevê mais assistida no Brasil. Para que esse resultado fosse alcançado, ele destacou o foco, a paixão pelo trabalho e a superação. "Não viemos ao mundo a passeio. Todos nós temos uma missão a cumprir", acredita.

Para ajudá-lo em sua explanação, Raposo chamou Marco Camargo ao palco, que, por sua vez, falou sobre o significado da palavra "próximo", muito usada por ele no programa Ídolos. "Todos deveriam ter essa expressão dentro de si, pois toda situação, por pior que seja, passará. E virá uma próxima. O mesmo ocorrerá com os momentos felizes. Temos que conviver com a verdade. Acreditar e aceitá-la é um ato de coragem", explicou.

Camargo falou ainda que é preciso ter bravura para desistir de algo, quando se reconhece que ainda não está apto para conquistar e estabelecer aquilo. Caso contrário, o tombo pode ser muito maior que a desistência. "Muitos são os que ganham, mas poucos são os que vencem", concluiu.

O segundo palestrante do congresso, William Douglas, falou um pouco sobre sua trajetória como juiz de direito, ressaltando aos presentes que, apesar de suas inúmeras conquistas, colecionou diversos fracassos. "Fui reprovado em vários concursos e, quando comecei a ministrar palestras, ninguém aguentava me ouvir. Das quatorze empresas constituídas por mim, apenas as duas últimas deram certo", contou.

Para ele, é fundamental ter coragem com sabedoria. "Toda vez que uma pessoa não desiste diante das dificuldades, as oportunidades aparecem diante dela", destacou o juiz, que usou o exemplo bíblico do filho pródigo para ilustrar sua ideias.

"A maior riqueza que um homem pode conseguir é o conhecimento. Sem isso, nós estamos sujeitos a ir para fundo do poço, como ocorreu com o filho pródigo. Ele tomou muitas decisões erradas, mas teve coragem para voltar atrás e, com isso, acabou aprendendo uma verdadeira lição", lembrou Douglas.

Satisfeito com o resultado do evento, o diretor do Centro Universitário IURD, Marcelo Hodge, reconhece que vivemos um momento bom em nosso país, mas que ainda são muitas as dificuldades enfrentadas pelos universitários brasileiros. "Nossa intenção é mostrar aos jovens que é possível ultrapassar essas barreiras, se eles acreditarem neles mesmos. Alguém motivado tem mais chance de ter sucesso do que alguém inteligente. A motivação leva a pessoa a ir atrás de respostas, superando expectativas", avalia Hodge.

veja também