Corais In Concert agita a noite paulistana com muito louvor

Corais In Concert agita a noite paulistana com muito louvor

Atualizado: Segunda-feira, 4 Agosto de 2008 as 12

Resgate, Raiz, Kades e Renovation promoveram uma festa com o autêntico gospel em uma tradicional casa de shows da capital paulista. Foi uma celebração da unidade entre os corais e o povo de Deus.

Por Myrian Rosário

A pista do Santana Hall, tradicional casa noturna da zona norte de São Paulo, transformou-se em uma grande congregação, repleta de adoradores, no último dia 31 de agosto, quinta-feira, quando foi realizado o Corais In Concert. Coral Resgate Para a Vida, Coral Kades, Raiz Coral e o Renovation Mass Choir, que fez sua primeira apresentação fora da igreja, foram as atrações do show de louvor, que quase invadiu a madrugada.

"Seria muito bom se existissem mais corais no Brasil porque esse tipo de som impacta muito. As pessoas se sentem atraídas pela música e só depois reparam nas letras e isso é bom recurso para a evangelização", declarou a cantora Deise, integrante da Fat Family, que estava presente ao show. "Meu amor maior é Jesus, mas eu também gosto muito de corais", divertiu-se Simone, também da Fat Family. "São várias vozes e este também é o estilo de louvor que Deus nos deu. O louvor liberta".

Responsáveis por abrir o Corais In Concert, os integrantes do Kades mostravam-se muito entusiasmados para assistir às performances dos outros corais. "Essa foi uma experiência muito boa. Primeiro porque a Bíblia diz que somos um só corpo, um só rebanho. Também foi muito legal encontrar as pessoas e poder edificar o reino juntos, além de prestigiar os trabalho dos outos corais", disse Diego Sampaio, que divide a liderarança do Kades com Júnior Santos e Ismael Lima.

Ao final da apresentação do Kades, houve a ministração de uma palavra pela missionária Denise Mariano, integrante do Coral Resgate. "Até quando você vai louvar, ministrar, pregar na reserva?", questionou ela. "Encha o tanque! Se Deus já te usa mesmo estando na reserva, imagine o que Ele pode fazer através de você com o tanque cheio!", pregou, incentivando os jovens a serem cheios do Espírito Santo de Deus.

Essência do Gospel

A maioria dos coralistas presentes defendeu a realização de mais eventos que reúnam corais para reforçar a unidade. "O Brasil é um país multicultural, com muitos ritmos, e isso se reflete também na igreja. Nos Estados Unidos a música negra faz parte da cultura, o gospel está em todos os lugares, as crianças aprendem música gospel nas escolas. Mas a diversidade de ritmos da música brasileira não é ruim. É bom porque podemos adorar a Deus de várias formas", analisou Gustavo Mariano, líder do Resgate.

"No Brasil, houve uma deturpação do conceito do gospel", observou Michael Santiago, integrante do Resgate e regente do Renovation Mass Choir. "O que é chamado de gospel aqui, na verdade, é música evangélica brasileira. Música gospel é o estilo congregacional dos negros americanos, a música dos corais".

Michael, que já fez parte dos corais Kadmiel e Dádiva Teen, acredita que a apresentação de vários corais juntos é bom para promover a pregação do evangelho, principalmente, entre a população negra. "Os corais apresentam uma música que fala de fé, mas com um som mais universal", disse. "Eventos como este ajudam até na comunhão entre os corais. As pessoas querem colocar uma imagem de competição entre nós, mas isso não existe. Temos trabalhos separados, mas somos muito unidos. Eu já atuei em vários corais e sou prova de que essa divisão não existe". "O Corais In Concert vem promover a unificação dos corais e mostrar que andamos juntos, adoramos juntos. Afinal, no céu vamos estar todos juntos", emendou Gustavo Mariano.

"Essa iniciativa de unir os corais é bem legal porque também une os públicos", avaliou Sérgio Saas, líder do Raiz Coral. "O público está bastante animado, a casa está cheia e temos ótimos corais. Com certeza, este evento vai ficar marcado pelo perfeito louvor de cada grupo".

Na platéia, o rapper Lito Atalaia, sentia-se complemente à vontade no universo dos corais. "Quem me vê pensa que faço parte de um outro universo, mas, na verdade, tenho muito a ver com os corais. Curto muito, tanto que já compus duas músicas com o Sérgio Saas para o Raiz Coral", revelou.

Estréia e emoção

Os solos do Resgate marcaram um dos momentos de maior unção do show. Até os seguranças e funcionários do Santana Hall mostraram-se emocionados com a atuação do grupo.

Mas a maior expectativa nos bastidores era mesmo dos 65 integrantes do Renovation Mass Choir, que fez sua estréia. "Esse show marca o início, a fundação de um propósito que Deus colocou no nosso coração", declarou Sandra Gabriel Campos, idealizadora do Renovation. "Antes eu brincava que o nosso seria o maior coral do Brasil e ele já é o maior em número de componentes, tivemos um crescimento muito intensivo, começamos com 40 pessoas e, em menos de sete meses, já passamos de 60. Esse é um coral bem animado, bem parecido com a igreja, que é pentecostal. É um coral que tem a cara do pastor", brincou Sandra, que é esposa do Pr. Agnaldo, da Renovação Cristã de Alphaville.

Fotos: Myrian Rosário

veja também