Coral em Libras leva alegria e descontração para pacientes de tratamento renal

Coral em Libras leva alegria e descontração para pacientes de tratamento renal

Atualizado: Segunda-feira, 1 Novembro de 2010 as 10:39

Os alunos do Coral em Libras White Hands, regidos pela professora Ataíce Borges estiveram recentemente em uma clínica de tratamento renal do norte de Mato Grosso, localizada na cidade de Sinop. Eles participaram do projeto “Amigos da Saúde” que visa proporcionar aos pacientes da Clínica de Tratamento Renal (CTR) de Sinop, momentos de descontração e entrosamento através de atividades lúdicas e sócio-recreativas. O objetivo da ação é melhorar a qualidade de vida e participar ativamente do tratamento dos doentes.

Segundo o professor Henilson Erthal, diretor geral das escolas adventistas em Mato Grosso, o Colégio Adventista de Sinop preza por uma educação pautada em respeito, companheirismo, amizade e solidariedade. “Esta forma de pensar e agir refletiu em um projeto que leva carinho, afeto e a Palavra de Deus a muita gente”, analisa.  Os alunos do Coral em Libras realizaram várias apresentações nos dois dias que estiveram na clínica com o intuito de confortar os pacientes. “Muitos deles não possuem familiares por perto e se sentem esquecidos. Por isso, buscamos parceiros voluntários que se disponibilizem a incentivar e auxiliar o processo da busca pela qualidade de vida. Além disso, a tristeza causada pela doença e todos os aspectos psicossociais que envolvem esse contexto podem ser minimizados com doses de sorriso e diversão”, relata Jinessa Eloísa Chiarani, psicóloga da Clínica de Tratamento Renal.

O projeto animou os alunos. “Depois de hoje, quero ajudar quantas pessoas eu puder e sei que um sorriso, um gesto de carinho faz muita diferença quando estamos enfermos e necessitando de tratamentos médicos” relata Lucas Walz, estudante do 7o ano do ensino fundamental.

Para o professor Volnei Fehlauer, diretor do colégio, foi possível perceber que a ação incentivou os alunos a refletirem sobre a importância de ajudar ao próximo. “Pude ter a grata felicidade de participar com os alunos em todas as apresentações, sentindo em cada sorriso, em cada lágrima e em cada gesto o sentimento de realizar algo que ficará marcado em nossas vidas”, confessa.

veja também